ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 11º

Manoel Afonso

Riedel pontual, mulheres fortes, sangue na BR-262

Por Manoel Afonso | 14/06/2024 08:00

‘HISTÓRIA-1’: João Pandiá Calógeras (engenheiro militar) foi Ministro da Guerra, da Indústria/Comércio, Fazenda e deputado federal (MG) por 5 mandatos: trouxe a estrada de ferro para a capital. Em 09/09/1922, com o Mal. Rondon (diretor de engenharia), inaugurou a 9ª. Região Militar na Av. Afonso Pena. Por gratidão, em 1917, a antiga rua Santo Antônio foi rebatizada para ‘Avenida Calógeras’.

‘HISTÓRIA-2’: Calógeras, homem forte do Governo de Epitácio Pessoa. Escritor e pesquisador do manganês. Temendo outra invasão paraguaia ele vislumbrou Campo Grande como estratégica base militar. Cuiabá era o destino da ferrovia (iniciada em Bauru em 1905) com o trajeto mudado para Porto Esperança (1912) e depois Corumbá onde os trilhos chegaram só em 1952.

OPERANTE: Toda semana chega um release do senador Nelsinho Trad (PSD) sobre sua atuação em diferentes áreas. São emendas para a área da saúde, iluminação pública, saneamento, educação, recapeamento, drenagem, habitação, segurança e lazer. Com isso ele se faz presente em todo o estado, otimizando a sua reeleição em 2026.

LAGRIMAS: Advogado, prefeito de Paranaíba, presidente da Assomassul, deputado estadual. O amigo Daladier Agi teve trajetória brilhante. Sua morte foi muito sentida na região do Bolsão. Estivemos juntos em campanhas eleitorais e no tribunal do júri. “O passado não é o que passa, é aquilo que fica do que passou”. (Tristão de Ataíde)

PONTUALÍSSIMO: Assim um jornalista da equipe oficial define o comportamento do governador Eduardo Riedel (PSDB) diante dos mais diferentes compromissos e situações atinentes ao cargo. Ao seu estilo tranquilo, ele sempre está pronto à espera do pessoal para cumprir a agenda do dia.   Uma boa notícia, sem dúvida.

CHAPADÃO DO SUL: O deputado Gerson Claro (PSDB), impressionado com o que viu lá - questionou-me sobre o quadro eleitoral. Disse-lhe que os dois pré-candidatos: o ex-prefeito Jocelito Krug (PSDB) e Walter Schlatter (PP), tem perfis parecidos, mas que Jocelito, além da experiência na administração pública, ‘abraça mais’.  

PELO PODER: Jocelito, primo do prefeito João C. Krug, é o nome da cúpula tucana. Schlatter, que perdeu para Krug em 2016 por 576 votos- é a aposta da senadora Tereza Cristina, tradicional parceira do município forte no agro.  As previsões indicam um embate sem espaço para a terceira via. ‘Alea jacta est’. 

FAVORITA: Quando se discute possibilidades de nomes para compor a chapa de Beto Pereira, o nome de Maria Lúcia Fernandes (Malu) – é a preferida disparada. Fundadora da Associação Juliano Varela, articulada, de boa imagem e fala fácil, é filiada ao PSDB, atendendo aos requisitos que a disputa exige neste cenário de mulheres protagonistas.

LEMBRANÇAS: O primeiro banco de Campo Grande, nos primórdios da década de 20 foi o ‘Suiço-Brasileiro’. Em 1922 chegou o Banco Nacional do Comércio e depois o Banco do Brasil – ambos na Av. Afonso Pena. Em 1937 foi inaugurado com pompas o Banco do Estado de São Paulo – transferido mais tarde para a rua 13 de Maio.

CONCORDA? “Não se fala em cortar despesas, em reformar a previdência. Problema sério não se resolve. O governo só quer saber de aumentar impostos, editar medidas provisórias sem pé nem cabeça e taxar blusinhas”. Por tudo isso o senador Oriovisto Guimarães (Podemos/PR) caprichou no verbo e ganhou espaço na mídia.

PREPAREM-SE! ‘Fortes emoções’ na BR-262 após a Suzano funcionar em Ribas do Rio Pardo. Todos dos dias, 140 carretas com 50 toneladas de celulose cada estarão na pista rumo a Água Clara e depois pela MS 377 até Inocência. Lá, a carga entregue no terminal em construção, seguirá para o Porto de Santos nos vagões da Ferronorte.

LAMENTÁVEL: O termo sintetiza as previsões de tragédias com sangue e lagrimas pela nossa ‘timidez’ política em resolver o caso da BR-262 (sem privatização e terceira pista ao menos). Nesta hora são inevitáveis as comparações pela opinião pública com  o prestígio e habilidade dos políticos de Mato Grosso em situações análogas. De leve...

FRUSTRAÇÃO: Em ano eleitoral os políticos não perdem a chance para aparecerem em eventos públicos. Em se tratando de inaugurações nem se fala! Precavido para evitar problemas, a diretoria da Suzano ‘cortou o barato e não fará qualquer tipo de festa para marcar o início das suas atividades. Tudo será feito discretamente.

QUESTÕES: O estuprador pode ser pai? A criança pode ser mãe? Mais de 60% das crianças estupradas tem menos de 14 anos de idade. No lugar de proteger as crianças  vítimas de estupro (que descobrem tarde a gravidez), querem fazer leis para coloca-las na cadeia. Equiparar ao homicídio o aborto de gestação acima de 22 semanas é uma insensatez.

O PROJETO neste sentido está para ser votado na Câmara. Se aprovado, a menina estuprada passará de vítima para a condição de ré, respondendo por homicídio. Antes de punir, o Estado deve proteger seus cidadãos. Outra falha: não há previsão do Estado em assumir a responsabilidade por essa criança em decorrência do estupro. Estranho: a Primeira Dama Janja se omitiu no caso. Logo ela que se posta como ‘defensora das mulheres’.

TORMENTA: O Governo gastando e com problemas na equipe. Lula morde a língua sobre os mais variados temas. Atravessa o sinal nas viagens ao exterior e defende seu Ministro das Comunicações suspeito de corrupção. Suas relações com o Congresso  azedaram e o ministro Haddad, da Fazenda, só não caiu pela falta de um bom substituto.

NA GUARITA: Os pré-candidatos a prefeito da capital ainda naquela fase chata de tentar despistar e negar evidências quando aos rumos futuros. Em relação ao acerto ‘misterioso’ do PL de Bolsonaro com a prefeita Adriane Lopes (PP) restariam alguns detalhes. O principal seria quanto a participação do PL na pretendida futura gestão.

TAMBÉM na política vigora a máxima popular do que ‘o combinado não é caro’. É  normal, muito comum mesmo aqueles problemas de montagem de equipe onde a disputa por certos cargos provoca crises antes mesmo do governo começar. É aquela história: políticos confiam desconfiando.  

DROPS DE HUMOR:

A ignorância é imensa. Ladrões não roubam livros.

Entre as palavras mais profundas do mundo existe o subsolo.

Um minuto é relativo. Depende de que lado da porta do banheiro você está.

O mais nobre dos cachorros é o ‘cachorro quente’. Ele alimenta a mão que o morde.

Qualquer idiota pinta um quadro – mas só um gênio é capaz de vende-lo.

Na vida tudo é relativo. Um fio de cabelo na cabeça e pouco; na sopa é muito.

Roubar a ideia de uma pessoa é plagio – mas roubar de várias é pesquisa.

Desconfie sempre de todo idealista que lucrar com seu ideal.

Não desista do sonho. Se não encontrar na padaria - procure na próxima.

Eu queria morrer como meu avô: dormindo e tranquilo – não gritando desesperadamente como os 40 passageiros do ônibus que ele dirigia.

Nos siga no Google Notícias