A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

16/08/2018 07:00

Centro de Comércio popular é chance de abrir negócio investindo pouco

Jacarezão está com boxes à venda na Avenida Costa e Silva, com estrutura de primeira e espaços a partir de R$ 8 mil

Post Patrocinado
No total são quase 170 boxes prontos para receber mercadorias. (Foto: Paulo Francis)No total são quase 170 boxes prontos para receber mercadorias. (Foto: Paulo Francis)

A fachada ainda vai ganhar a imagem de um personagem de 15 metros para deixar claro que ali funciona o "Jacarezão", novo centro de comércio popular de Campo Grande. Mas no interior do prédio já está quase tudo pronto para receber empreendedores interessados em abrir um pequeno negócio com pouco dinheiro, vendendo qualquer que seja a mercadoria, desde que tenha preço bom.

A inauguração está prevista para outubro deste ano, o que de saída sinaliza vendas certas com as festas de fim de ano e retorno imediato do investimento. O lugar vai funcionar de segunda a domingo, inclusive, aos feriados, unindo produtos e serviços que hoje se dividem entre Camelódromo e Mercadão.

No piso superior, ideia é montar pólo de confecções. (Foto: Paulo Francis)No piso superior, ideia é montar pólo de confecções. (Foto: Paulo Francis)

Ao contrário do modelo convencional de centros nesse modelo, o lugar surpreende pelo conforto, é climatizado, tem estacionamento próprio com 110 vagas e pretende reunir todo tipo de produto distribuídos em quase 170 boxes, da confecção ao açougue, dos serviços às lanchonetes.

A grande vantagem, além da estrutura de primeira, é o valor do investimento. Há boxes de R$ 8 mil até, no máximo, R$ 22 mil. Basta dar 50% de entrada (negociável) para abrir seu negócio e o restante pode ser pago em parcelas.

"Abrimos uma possibilidade para quem não quer correr riscos. Ninguém precisa se endividar, vender um carro para investir aqui. Temos boxes por preços que equivalem a R$ 35,00 por dia. Se o comerciante vender uma camiseta todo dia, por exemplo, já consegue pagar", explica o responsável pelo empreendimento, o empresário José Lopes.

O próprio nome foi escolhido para não haver dúvidas de que o Jacarezão é mesmo popular, sem aquelas frescuras que aumentam custos para o comerciante e, consequentemente, elevam os preços para o consumidor.

"É uma alternativa com investimento muito pequeno, principalmente, se a gente comparar com valores de pontos comerciais tradicionais do Centro, que não custam menos de R$ 150 mil".

Corredores amplos que dividem os boxes no Jacarezão. (Foto: Paulo Francis)Corredores amplos que dividem os boxes no Jacarezão. (Foto: Paulo Francis)

Na Avenida Costa e Silva, o endereço é privilegiado. São 6 mil metros de área construída, a poucos metros da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e do Atacadão.

"Além de ser tendência, fizemos uma pesquisa e o levantamento apontou a necessidade de centros populares em Campo Grande, principalmente, nessa região. Além do grande fluxo na região, também é super perto do Centro. Da 14 de Julho até aqui são só R$ 6,00 de Uber".

O lugar é muito bem organizado e montado. Ao centro estão os boxes padronizados e com amplos corredores, setor que deve concentrar serviços como os de salão de beleza e venda de produtos diversos. Nas laterais ficam as lanchonetes, açougues, produtos naturais e hortifrutigranjeiros. O piso superior foi reservado para as roupas, com potencial para se transformar em pólo de confecções.

Até as crianças ganharam um cantinho especial e vão poder brincar no espaço kids com segurança, enquanto os pais fazem compras.

Plantão de vendas serve também para solucionar dúvidas dos empreendedores. (Foto: Paulo Francis)Plantão de vendas serve também para solucionar dúvidas dos empreendedores. (Foto: Paulo Francis)

Quem garantir espaço no Jacarezão, depois terá de pagar apenas taxa fixa de 1 salário comercial por mês ao condomínio, para despesas de água, energia, segurança e limpeza, com a certeza de parceria efetiva da administração.

"Preparamos tudo, agora é só trazer a mercadoria e começar a vender, porque o resto nos já providenciamos, desde a pintura dos boxes, até a parte elétrica completa. Outro compromisso nosso é que publicidade vai consumir rigorosamente 10% do que for arrecadado todo mês de condomínio", afirma.

Além do valor muito baixo exigido pelo uso do espaço, a preocupação é grande com a estrutura.

Todas as licenças foram conquistadas graças ao respeito as normas de prevenção de incêndio e exigências para acessibilidade.

"Nossa intenção é oferecer todo tipo de produto, por preço justo, sem luxo, mas com muita segurança para quem vende e quem compra", reforça o administrador.

Os interessados em entrar no time Jacarezão podem fazer uma visita ao centro comercial, na Avenida Costa e Silva 1200, ou telefonar para (67) 99277-4641 e (67) 99258-8802.

Saiba mais sobre o Jacarezão também no Facebook.

Jacarezão fica na Avenida Costa e Silva, 1200. (Foto: Paulo Francis)Jacarezão fica na Avenida Costa e Silva, 1200. (Foto: Paulo Francis)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.