ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 25º

Festas e Eventos TV

Saúde bucal prolonga vida da terceira idade nos dias de hoje

Em entrevista, Dr. José Olavo Mendes cita a influência da saúde bucal na qualidade de vida da terceira idade

Por José Marques - Conteúdo de Marca | 02/07/2020 07:45
Com total segurança, Instituto José Olavo devolve sorrisos e autoconfiança aos pacientes (Foto: Instituto José Olavo Mendes)
Com total segurança, Instituto José Olavo devolve sorrisos e autoconfiança aos pacientes (Foto: Instituto José Olavo Mendes)

Nos últimos anos, a expectativa de vida dos brasileiros vem aumentando significativamente. Além de recursos tecnológicos e a evolução dos meios de comunicação, fazendo com que soluções terapêuticas e preventivas sejam buscadas com mais rapidez, hoje em dia a população se atenta cada vez mais aos cuidados com a saúde para que as pessoas da melhor idade envelheçam com qualidade de vida.

Com avanços tecnológicos, odontologia com técnicas de Reabilitação Oral devolve autoestima e qualidade de vida a terceira idade (Foto: Instituto José Olavo Mendes)
Com avanços tecnológicos, odontologia com técnicas de Reabilitação Oral devolve autoestima e qualidade de vida a terceira idade (Foto: Instituto José Olavo Mendes)

Dentre muitos fatores, a saúde bucal é extremamente importante para manter a qualidade de vida da terceira idade. Partindo desse princípio, a odontologia vem desenvolvendo soluções que contribuem para a reabilitação rápida de pacientes desdentados totais da melhor idade. Para isso, José Marques  conversou com o cirurgião-dentista e mestre em Reabilitação Oral e Estética, Dr. José Olavo Mendes, que falou sobre a importância do acompanhamento odontológico também nesta fase da vida. Confira:

José Marques: A expectativa de vida das pessoas melhorou nos tempos de hoje? O que acha que foi determinante para que isso acontecesse?
Dr. José Olavo Mendes: Uma série de fatores contribuiu para a melhora da expectativa de vida, mas acredito que um dos pontos determinantes foi a inteligência artificial. Os métodos de diagnóstico possibilitaram que muitas doenças sejam prevenidas, fazendo com que pacientes da melhor idade tenham um diagnóstico precoce e um tratamento efetivo de futuras patologias. Sem contar também com as novas técnicas de produção, os pacientes da melhor idade estão mais determinados e informados em relação a necessidade de prevenção, não só de doenças, mas de cuidados com a mente e o corpo.

José Marques: A odontologia vem desenvolvendo soluções para contribuir com a qualidade de vida dos idosos?
Dr. José Olavo Mendes: Nas últimas décadas, a odontologia vem desenvolvendo uma série de estratégias e técnicas para tratar as pessoas da melhor idade, assim como buscamos medicamentos e organogramas de trabalho para que possam facilitar o atendimento a esses pacientes. Mas, uma das principais contribuições que a odontologia trouxe nos últimos séculos, sem dúvida alguma, foi a reabilitação de pacientes desdentados totais através da implantodontia. Hoje, os implantes fazem com que os pacientes da melhor idade possam estar usando próteses fixas sobre implantes e não dentaduras, melhorando consideravelmente a expectativa de vida, tendo em função que estes pacientes conseguem ter uma mastigação eficiente, o que a dentadura não o faz.

José Marques: Quando se fala em saúde bucal na terceira idade logo se remete ao uso de dentaduras. Quais outros problemas dentários os idosos podem ter? 
Dr. José Olavo Mendes: A prótese total, mesmo que seja eficiente, não devolve a capacidade mastigatória que um paciente da melhor idade necessita. Então, a ausência de dentes e o uso de dentaduras são os maiores problemas que os pacientes da terceira idade enfrentam em relação a saúde bucal, mas nós temos outras patologias que influenciam diretamente e fazem com que os dentistas devam ter um atendimento diferenciado. Doenças como a pressão arterial alterada, diabetes, doenças gengivais, pacientes que têm uma acuidade visual já diminuída e não conseguem fazer uma boa higienização bucal, são algumas das patologias que acometem mais os pacientes da terceira idade. Já a principal reclamação dos pacientes que usam dentadura é que a dentadura inferior não para, ou seja, o paciente não consegue mastigar direito os alimentos.

José Marques: E os tratamentos em relação a dentadura? Como podem ser feitos?
Dr. José Olavo Mendes: A melhor maneira de resolver o problema dos pacientes que usam dentaduras móveis é com implantes fixos. Com as próteses fixas conseguiremos devolver a capacidade mastigatória muito próxima dos dentes naturais e uma estética totalmente agradável, tendo em vista que empresas alemãs já desenvolveram dentes para se usar nessas próteses fixas praticamente iguais aos dentes naturais. Quando reabilitamos pacientes que usam dentaduras com implantes, devolvemos as funções que eles merecem, além de uma estética totalmente agradável, o que melhora a qualidade de vida e a autoestima desses pacientes.

José Marques: É verdade que quem usa dentadura tende a ter menos tempo de vida?Dr. José Olavo Mendes: Sim. Segundo estudos com pacientes do serviço público da Suécia, pacientes que usam dentaduras durante 50 anos, mesmo satisfatória, tem diminuído em 10 anos sua expectativa de vida. Isso é uma comprovação científica da escola escandinava, onde toda a saúde dos países escandinavos é subsidiada pelo governo, então eles investem em pesquisa de credibilidade científica.

José Marques: Dentes saudáveis também ajudam na qualidade de vida dos idosos?
Dr. José Olavo Mendes: Dentes saudáveis, funcionando bem, desenvolvendo suas funções mastigatórias e possibilitando a expressão do sorriso, sem dúvida nenhuma, são fatores de qualidade de vida, não somente para a terceira idade. Nós temos vários estudos em várias populações do mundo que dizem que pacientes com sorrisos perfeitos conseguem vender mais, tem mais autoconfiança e conseguem ter uma inserção social totalmente diferente daqueles pacientes que não tem um sorriso agradável.    Nós procuramos desenvolver em nosso site, o IJOM, protocolos que orientam esses pacientes e que possam estar ajudando a manter a funcionalidade também.

Dr. José Olavo Mendes é cirurgião-dentista (Foto: Divulgação)
Dr. José Olavo Mendes é cirurgião-dentista (Foto: Divulgação)

Perfil
Dr. José Olavo Mendes é cirurgião-dentista, especialista em Prótese Dentária pela USP-Bauru e mestre em Reabilitação Oral e Estética pela SLMandic-Campinas. Com mais de 30 anos de atuação, ministra cursos no Brasil e no exterior e é professor em Prótese Dentária e Lentes de Contato.

Gostou da matéria? Se inscreva no canal do Festas e Eventos TV no Youtube, compartilhe nossas dicas e confira o que há de melhor em Campo Grande e no Mato Grosso do Sul. Acompanhe-nos também através do Instagram e Facebook.

Nos siga no Google Notícias