ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 25º

Conteúdo Patrocinado

WEB: a nova tecnologia para tratamento de aneurisma cerebral

Dispositivo Intrasacular é o que há de moderno no tratamento de aneurisma, sem a necessidade de antiagregantes

Por Post Patrocinado | 14/06/2022 07:30
Dispositivo Instrasacular (WEB).
Dispositivo Instrasacular (WEB).

Aneurisma cerebral é uma dilatação que se forma na parede enfraquecida de uma artéria do cérebro e geralmente passa sem dar sintoma. Silencioso, muitas vezes, o paciente não sabe que tem o aneurisma.

O neurocirurgião e neurorradiologista, Dr. Felipe Inácio Ferreira da Silva, explica que a ruptura do aneurisma leva a um sangramento (AVC hemorrágico), o popular derrame cerebral, e que muitas vezes pode causar a morte do paciente. Esse novo método de tratamento é o que há de mais moderno no tratamento do aneurisma cerebral roto e não roto.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

 “Agora, quando se descobre a doença durante a investigação médica, é possível fazer a interrupção do fluxo do aneurisma com o Dispositivo Intrasacular (WEB). Uma abordagem endovascular inovadora para o tratamento de aneurismas que dispensa o uso de medicação para afinar o sangue”, explica o neurocirurgião.

Recentemente, um paciente diagnosticado com aneurisma cerebral foi o primeiro em Mato Grosso do Sul a receber o Dispositivo Intrasacular. O procedimento de sucesso foi realizado no Hospital Unimed Campo Grande.

O procedimento consiste em colocar, com auxílio de um microcateter, o dispositivo dentro do aneurisma. O procedimento feito pela perna (via femoral) dura aproximadamente 40 minutos e o paciente é liberado para recuperação após 24 horas. Após seis meses, o paciente realiza um exame de controle para avaliar a cura da doença.

“O tratamento do aneurisma cerebral é individualizado e as novas terapias são minimamente invasivas e com ótimos resultados. Inicialmente, o tratamento endovascular era feito com espirais metálicas, evoluindo para stents malha aberta, seguido de  stents diversores de fluxo e agora conta com os Dispositivos Intrasaculares (WEB)”.

Aneurisma embolizado à esquerda e diagrama ilustrativo à direita.
Aneurisma embolizado à esquerda e diagrama ilustrativo à direita.

Cuidados - Em geral, episódios de ruptura e sangramento ocorrem entre 50 e 80 anos, afetam mais as mulheres e se tornam mais comuns em pessoas hipertensas e que fazem uso de álcool, cigarros e drogas

A angiotomografia e a angiorressonância magnética são exames fundamentais para o diagnóstico de aneurisma cerebral, que é considerado doença cerebral grave.

O ideal, explica o neurocirurgião, é que a doença seja detectada precocemente, antes que ocorra sangramento. “Por isso, pessoas com parentesco de primeiro grau com histórico de aneurisma devem fazer avaliação especializada”, destaca o médico.

Para fazer sua consulta, basta agendar no telefone (67) 99940-4418 (chame aqui)

Dr. Felipe Inácio Ferreira da Silva é  especialista em Neurocirurgia pela Universidade Estadual de Londrina, com aperfeiçoamento em técnicas avançadas em Neurocirurgia pela Universidade Klinikum - Tubigen  (Alemanha) e Neurorradiologista Intervencionista (Endovascular), pela Beneficência Portuguesa de São Paulo (SP).

Seu consultório está localizado na Clínica Efficere, na Rua Pernambuco, 1331 - Centro (veja como chegar)

Dr. Felipe Inácio Ferreira da Silva explicando sobre o dispositivo para paciente.
Dr. Felipe Inácio Ferreira da Silva explicando sobre o dispositivo para paciente.


Nos siga no Google Notícias