A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

07/08/2018 15:04

"Chuva de tinta" atinge quem passa perto de obra em edifício

Bruna Kaspary
Valéria limpa o pescoço do filho, Andrey, depois de ter sido atingido pelos respingos da tinta do prédio (Foto: Bruna Kaspary)Valéria limpa o pescoço do filho, Andrey, depois de ter sido atingido pelos respingos da tinta do prédio (Foto: Bruna Kaspary)

A reforma de um prédio na esquina da rua da Paz com a rua Bahia está criando transtornos para quem passa na calçada da construção. Quem não presta atenção, acaba atingido por uma "chuva de tinta" usada nas obras.

A estudante Valéria Aguierre, de 34 anos, cruzou a calçada com a maior velocidade que pôde, depois de um homem ter lhe dito para tomar cuidado com os respingos de tinta azul. Ela comenta que, quando passou pela primeira vez foi alertada e na volta não pensou duas vezes e correu.

Ela estaacionou na rua da Paz para tentar conseguir um medicamento na farmácia municipal para o filho, Andrey, de 10 anos, quando os dois foram atingidos pelos respingos. “Eu nem tinha percebido que caiu na gente, ele tá com a nuca suja de tinta e eu com o cabelo. Pelo menos dá uma variada no visual”, brinca.

Outra pessoa atingida pela tinta foi o corretor de imóveis Guilherme Lachi, de 40 anos, que passava de carro pelo local quando foi "premiado" com os respingos. “Não se pode fazer isso sem uma proteção, eu parei no semáforo só e estava na faixa do meio, e mesmo assim tive que limpar meu carro”, relembra.

Ele lembra que, quando trabalhou em construtora, a empresa responsável pela obra precisava colocar uma proteção para evitar esses transtornos. A reportagem tentou, mas não conseguiu contato com um responsável pelos serviços.

A Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) informou que encaminharia fiscalização no local. De acordo com a Secretaria, o Código de Polícia Administrativa estabelece em seu artigo 40 que "por todo o tempo dos serviços de construção, reforma, demolição, conservação e limpeza dos edifícios, será obrigatória a colocação de andaime ou outro dispositivo de segurança, visando preservar a integridade física dos transeuntes", neste caso tela de proteção.

Direto das Ruas - O Campo Grande News recebeu a sugestão por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Calçadas ao redor do prédio também estão sujas com respingos de tinta e carros estacionados próximo são cobertos com lonas (Foto: Bruna Kaspary)Calçadas ao redor do prédio também estão sujas com respingos de tinta e carros estacionados próximo são cobertos com lonas (Foto: Bruna Kaspary)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions