A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Abril de 2019

07/01/2019 11:53

Aposentadas caem de cadeira quebrada enquanto aguardava atendimento em UPA

Taynara Menezes
Cadeira que as duas irmãs caíram (Foto: Direto das ruas) Cadeira que as duas irmãs caíram (Foto: Direto das ruas)

As aposentadas Matilde Martins da Silva, 72 anos, e a irmã Creusa Martins Capilha, de 67, caíram de uma cadeira que estava quebrada na UPA Universitário, em Campo Grande, na tarde de ontem (6) enquanto uma delas aguardava atendimento na unidade.

De acordo com a nora de Matilde, Tathiane Vilhalba, 39, a cadeira já estava com os pés enferrujados, mas, não imaginavam que poderia quebrar. As duas sentaram e logo em seguida a cadeira virou derrubando as irmãs. Creusa, que já esperava pelo atendimento, foi encaminhada e Matilde, que acompanhava, também teve de ser atendida por bater a cabeça na parede.

“Está um perigo todos os bancos lá, além de forte batida na cabeça ela bateu o cotovelo também que ficou um pouco roxo, a manutenção dos bancos e necessários ou então mais pessoas vão cair” lamenta.

Creusa foi liberada após ser atendida, já Matilde ficou em observação durante 8 horas, o questionamento da família agora é por não terem feito nenhum exame após a queda. Segundo a sobrinha, Márcia Dias Alencar, o pedido de exames foi feito, mas, a unidade afirma ter que seguir um protocolo.

“Ela bateu forte a cabeça contra a parede teve tonturas na hora, porém foi feito só observação e medição pra dor, mesmo eu pedindo pra fazer uma ressonância, disseram que tem que esperar e ver se haveria algum sintoma de piora” relata Márcia.

Em nota, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) esclareceu que a unidade dispõe apenas de raio-x e não há aparelho de ressonância dentro da portaria de funcionamento das UPAs, mas afirma que a paciente recebeu encaminhamento para realizar uma tomografia computadorizada. A secretaria lamentou o ocorrido e reitera que as poltronas serão substituídas e vistoriadas.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

 



Campo Grande está com todas as unidades de saúde, seja UBS, PAM, CRS, hospitais e tudo o mais, completamente sucateados, e isso já há um bom tempo, só não vê quem não quer. Equipamentos velhos, enferrujados, quebrados, falta de tudo, de medicamentos ao básico em higiene. Está tudo muito largado, ninguém quer saber
 
Mariana Carvalho em 07/01/2019 13:00:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions