A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

08/12/2015 10:45

Clínica descarta lixo e entulho em terreno e vizinhos denunciam

Júlia Kaifanny
Moradores do prédio ao lado registram o acúmulo de lixo.(Foto: Direto das Ruas)Moradores do prédio ao lado registram o acúmulo de lixo.(Foto: Direto das Ruas)

A reforma de uma clínica odontológica está causando transtornos aos moradores da região do bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande. Isso porque o descarte de lixo e restos de materiais de construção está sendo feito em um terreno baldio, que também tem acúmulo de água parada. Preocupado com a infestação de doenças, um leitor que mora em prédio ao lado do terreno enviou a denúncia para o Campo Grande News através do WhatsApp, pelo canal Direto das Ruas.

Preocupado com a proliferação do Aedes Aegypti que transmite doenças como dengue e zyka vírus, o leitor, que preferiu não se identificar, contou que entrou em contato com o proprietário do imóvel em reforma e ele se comprometeu a retirar os entulhos. “Conversei com ele por telefone e segundo o mesmo a limpeza será feita até quarta-feira. A gente se preocupa porque no prédio em que eu moro tem muitas crianças, é um perigo”.

A reportagem entrou em contato com os responsáveis pela clínica, que informaram que o terreno é próprio e os trabalhadores estão fazendo o controle em relação a água parada. Ainda de acordo com eles, não foram encontrados focos de mosquitos e o material  (lixo e entulho) será retirado até final da semana.

De acordo com a prefeitura, em casos como este é preciso haver uma denúncia, para que depois seja realizada a fiscalização no local. Caso seja constatada irregularidades, o proprietário é notificado para a limpeza do terreno, tendo um prazo médio de 10 dias úteis para o cumprimento da mesma.

Após esse prazo, o agente fiscal da Semadur (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) retorna ao local para vistoria e caso a limpeza não tenha sido realizada o proprietário então é multado em valores que podem variar de R$ 1.835 a R$ 7.340. As denúncias podem ser efetuadas via Disque Denúncia 156 disponibilizado pela Prefeitura à população

Direto das Ruas- Pelos canais de interação entre a redação e o leitor, podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos. Seja um colaborador via WhatsApp pelo número (67) 9687-7598, ou então pelo e-mail -redacao@news.com.br 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions