ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, DOMINGO  29    CAMPO GRANDE 29º

Direto das ruas

Condutor multado em contorno sem placa reclama de 'indústria da multa'

Cruzamento das avenidas Paulo Machado e Afonso Pena não tem sinalização que proíba conversão, mas motorista reclama por ter sido multado

Por Marcus Moura | 02/09/2016 18:10
O cruzamento das Avenidas Paulo Machado e Afonso Pena não tem sinalização que proíba conversão. (Foto: Direto das Ruas)
O cruzamento das Avenidas Paulo Machado e Afonso Pena não tem sinalização que proíba conversão. (Foto: Direto das Ruas)

Executar conversão em local proibido por sinalização é infração grave prevista no artigo 207 do Código Brasileiro de Trânsito, podendo custar 5 pontos na CNH do infrator. Porém, quando não existe sinalização e a multa é aplicada, de quem é a responsabilidade?

O leitor Ronan Salgueiro procurou o Campo Grande News, através do canal Direto das Ruas, para denunciar que foi multado no cruzamento das Avenidas Paulo Machado e Afonso Pena. Penalidade considerada por ele como indevida.

No dia 29 de julho, sexta-feira, dia em que a multa foi aplicada, Ronan realizava o caminho que faz todos os dias para levar suas filhas ao colégio. "É minha rotina passar por ali, faz parte do meu trajeto. Eu imaginava que era proibida a conversão naquele cruzamento, porém no dia em questão eu reparei que não existia sinalização que proibisse virar à esquerda, e assim o fiz", descreve.

O que ele não imaginava é que ele seria multado por uma infração que segundo ele, não existiu. "Ou é má-fé, ou é muito descuido em não solucionar a falta de sinalização ali, eu imagino quantos condutores foram multados por não cumprir uma sinalização que não existe", aponta ele.

Em consulta feita por Ronan ao aplicativo Google Maps, a placa  aparece na foto tirada em Outubro de 2015. (Foto: Direto das Ruas)
Em consulta feita por Ronan ao aplicativo Google Maps, a placa aparece na foto tirada em Outubro de 2015. (Foto: Direto das Ruas)

Ronan afirma que já entrou com um recurso para tentar anular a multa. O Campo Grande News procurou a Agetran (Agência Municipal de Trânsito), mas até o momento do fechamento deste texto não obtivemos nenhuma resposta.

Direto das Ruas - A sugestão acima foi feita por leitor via aplicativo WhatsApp pelo canal Direto das Ruas, meio de interação entre a redação e o leitor, por onde podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos. Seja um colaborador pelo número (67) 99687-7598.