A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

03/05/2018 10:21

Em UPA e com risco de perder perna, bebê espera há 2 dias por vaga em hospital

Secretaria diz que está tentando a transferência, mas que criança está recebendo assistência necessária

Liniker Ribeiro
Perna da criança está vermelha e inchada (Foto: Direto das Ruas)Perna da criança está vermelha e inchada (Foto: Direto das Ruas)

A pequena Valentina Trelha de Oliveira, de 1 ano, é mais uma vítima de problema crônico em Campo Grande, a falta de vagas em hospitais públicos. A menina, diagnosticada com uma bactéria na perna esquerda, está internada desde a última terça-feira (1º), na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida e aguarda transferência para um dos hospitais da cidade.

De acordo com a mãe da menina, a manicure Ana Carolina da Silva Trelha, de 21 anos, os médicos já sinalizaram os riscos que a paciente corre, entre eles o de perder a perna, caso não seja feito o uso de um antibiótico que seria usado apenas em hospitais.

“A última resposta que tivemos foi hoje de manhã e, segundo o médico, o pedido para trazer o antibiótico da Santa Casa já foi feito, mas até agora nada. Meu marido também procurou a Defensoria Pública ontem e, o que nos falaram, foi que o juiz já havia expedido a ordem de transferência, mas também não foi feito nada”, relatou.

Segundo a mãe, Valentina deu entrada na unidade de saúde com febre e com a perna inchada e avermelhada. “Os médicos falaram que a bactéria foi à evolução de um machucado. Minha filha tinha caído e ralado o joelho, dias atrás, mas até então eu acreditava que era só um ralado normal de criança que até já estava melhorando”, explicou Carolina.

Resposta oficial - A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) informou por meio da assessoria de imprensa que a criança deu entrada na unidade na terça-feira, dia 1º, por volta das 16h30, com histórico relatado pelos familiares de pelo menos 3 dias de febre e episódios de vômito.

“Ela foi prontamente atendida na UPA, colocada em observação, apresentou uma ligeira piora, mas voltou a responder bem a medicação. A pacientes permanece na unidade em observação e está aguardando transferência para uma unidade hospitalar”, informou por nota. 

A secretaria admite que ainda não conseguiu vaga para a criança. “É importante ressaltar que a paciente está recebendo toda a assistência pelos profissionais da UPA até que a transferência seja realizada”.  

Direto das ruas - O vídeo chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions