A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

25/03/2018 19:42

Rua tomada por buracos complica trânsito de veículos na Santo Eugênio

Adriano Fernandes
Buracos se formaram há pelo menos 2 meses segundo leitor. (Foto: Direto das Ruas) Buracos se formaram há pelo menos 2 meses segundo leitor. (Foto: Direto das Ruas)

A quantidade de buracos por trecho da Rua Pontalina, na Vila Santo Eugênio em Campo Grande é tanta que transitar pelo local, sem passar por algum buraco é praticamente impossível. 

“A situação por aqui é muito ruim. Esses buracos se formaram a mais de 60 dias. Já tive pneus rasgados, rodas amassadas por conta desses buracos”, comenta o assessor parlamentar, Ruaniffer Martins, de 33 anos.

Para o leitor, a buraqueira pela rua é reflexo do descaso público, mesmo diante do pagamento dos impostos. E gera revolta. “A decepção é tamanha por tanto imposto pago e IPVA, para ter retorno de algo que nos beneficie. Mas resulta nessa situação. Só resta aos moradores o prejuízo”, se queixa.

A reportagem encaminhou a situação a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos). A população também pode fazer contato com a secretaria por meio dos telefones (67)3314-3600 / (67)3314-3636 ou e-mail: gabinete@seintrha.capital.ms.gov.br.

Tapa-buracos - A Prefeitura de Campo Grande tapou 82.427 mil buracos na malha viária entre os dias 21 de dezembro e 28 de fevereiro. O número equivale a 38% de todo o serviço executado no ano passado, quando foram fechados 218.935 buracos.

Crateras tem vários tamanhos e chegam a 1 metro. (Foto: Direto das Ruas) Crateras tem vários tamanhos e chegam a 1 metro. (Foto: Direto das Ruas)

A prefeitura está negociando com a Caixa a reprogramação dos contratos do PAC-Pavimentação para contemplar o recapeamento de vias de maior movimento e são acesso aos bairros onde o projeto está sendo executado, atingindo um perímetro de cerca de 28 km.

Isso ocorrerá no Complexo Altos do São Francisco, Mata do Jacinto, avenida Mato Grosso, avenida Desembargador Leão Neto do Carmo, rua Hiroshima e no complexo Atlântico Sul. A prefeitura negocia ainda com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) um empréstimo de R$ 294 milhões para o recapeamento de 491 km de ruas. O projeto está na fase de cadastramento no Ministério das Cidades, no programa Avançar Cidades.

Direto das Ruas - Esta sugestão de reportagem foi encaminhada ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, nosso canal de interação do leitor com a redação.

Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions