ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  22    CAMPO GRANDE 21º

Direto das Ruas

Sem nenhum contato da SES, leitora questiona rastreamento de casos de covid

Programa Rastrear busca identificar e monitorar tanto a pessoa infectada quanto sua rede de contato

Por Aletheya Alves | 20/11/2020 13:44
Teste para covid-19 sendo realizado em drive thru de Campo Grande. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Teste para covid-19 sendo realizado em drive thru de Campo Grande. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Cinco dias depois de a mãe ter sido diagnosticada com covid-19 e sem receber contato de unidade de saúde, leitora questiona ação do programa Rastrear. Lançado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) em setembro, o protocolo de acompanhamento busca identificar e monitorar tanto a pessoa infectada quanto sua rede de contato.

Em teoria, o contato com os pacientes deveria ser iniciado assim que o diagnóstico é feito. Esse procedimento é realizado por telefone e os dados são incluídos em software no sistema estadual. De acordo com leitora, de 37 anos, que pediu para não ser identificada, até o momento não houve nenhum aparecimento do programa.

Ela relata que sua mãe, de 73 anos, começou a apresentar sintomas entre os dias 8 e 9 deste mês, mas que o primeiro diagnóstico foi de resfriado. Conforme o quadro piorou durante a semana, nova consulta foi realizada e a identificação da covid-19 saiu no dia 14 com base em diagnóstico clínico e exame de sangue, sem resultado do teste RT-PCR.

Foi internada no dia 14 e disseram que o resultado sairia em 24h, mas informaram o resultado do PCR apenas no dia 18. Fiquei aguardando, pensei “o pessoal do Rastrear vai entrar em contato com a gente”. Desde então estou esperando.

Em contato com a SES, foi informado que a responsabilidade do acompanhamento seria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). Em nota, a assessoria da prefeitura explicou que irá verificar se houve alguma falha pontual, pois o monitoramento está sendo feito normalmente com centenas de pacientes.

Ainda de acordo com a assessoria da prefeitura, o paciente deverá ser contatado pela unidade de saúde de sua área de abrangência. Pacientes de alto risco são contatados diariamente, enquanto os de menor risco recebem monitoramento a cada dois dias.

Essas medidas são tomadas para tentar controlar a disseminação do vírus e reduzir a quantidade de casos.

Exemplo de relatório do programa apresentado no lançamento do Rastrear. (Foto: Reprodução/SES)
Exemplo de relatório do programa apresentado no lançamento do Rastrear. (Foto: Reprodução/SES)

Direto das Ruas – A informação chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário