ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 30º

Economia

50 mil pessoas deixam de pagar água por 3 meses

Sanesul ainda fica proibida de cortar fornecimento em 68 municípios

Jones Mário | 23/03/2020 12:00
Beneficiados pela tarifa social não pagarão conta de água por 90 dias (Foto: Divulgação)
Beneficiados pela tarifa social não pagarão conta de água por 90 dias (Foto: Divulgação)


O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou a suspensão, por 90 dias, da obrigatoriedade no pagamento das contas de água para aproximadamente 50 mil pessoas beneficiadas pela tarifa social da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul). A medida vale para os 68 municípios atendidos pela empresa pública no Estado, que também fica proibida de fazer o corte no fornecimento de água por três meses.

O anúncio foi feito durante entrevista de Reinaldo à TV Morena. Segundo ele, demais casos de possível “perdão” à falta de pagamento serão analisados individualmente pela Sanesul, adiantou o governador.

Em Campo Grande, onde a concessionária Águas Guariroba opera a distribuição de água e tratamento de esgoto, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) já havia determinado a suspensão do corte de fornecimento de água por 60 dias.

A medida antecipa impactos na economia domiciliar, provocados por outras iniciativas como fechamento de comércio, férias coletivas e isolamento social, tomadas para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Luz - Ainda em entrevista, o tucano disse que espera resolução da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), prevista para amanhã (24), para ordenar possíveis isenções na tarifa de luz ou proibição de corte por Energisa e Elektro, responsáveis pela distribuição em Mato Grosso do Sul.

Casos - Segundo última atualização da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Mato Grosso do Sul tem 21 casos confirmados de novo coronavírus. A pasta monitora outras 50 ocorrências suspeitas. O número de notificações é de 272.

Nos siga no Google Notícias