ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  17    CAMPO GRANDE 22º

Economia

Energisa teme inadimplência e descarta suspender cobrança de contas de luz

Concessionária diz que segue orientação de associação nacional

Por Jones Mário | 20/03/2020 12:15
Empresa não pretende interromper cobranças em Mato Grosso do Sul (Foto: Arquivo)
Empresa não pretende interromper cobranças em Mato Grosso do Sul (Foto: Arquivo)

A Energisa decidiu seguir orientação da Abradee (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica) e descartou suspender emissão de faturas de consumo de luz em Mato Grosso do Sul. A medida foi cogitada na esteira de outras iniciativas de “perdão” à inadimplência, em meio aos impactos da pandemia do novo coronavírus no País.

Segundo comunicado, a Abradee definiu que o fluxo de emissão das contas “não pode ser interrompido, sob pena de inadimplência generalizada”.

A entidade citou que a interrupção causaria queda na arrecadação tributária dos estados, o que poderia prejudicar investimentos em ações de saúde.

Via assessoria, a Energisa confirmou que seguirá orientação da Abradee.

Na quarta-feira (18), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) sugeriu que a concessionária suspendesse, durante 60 dias, cortes de luz por eventual inadimplência. A Águas Guariroba, responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto em Campo Grande, vai adotar a medida após determinação da prefeitura.

Ao contrário da Águas, a concessão da Energisa para distribuição de energia elétrica no Estado é federal. Até o momento, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) não ordenou suspensão nas cobranças ou outras intervenções.

Bancos - Em antecipação aos reflexos na economia domiciliar diante da pandemia do novo coronavírus, os bancos do Brasil, Caixa, Bradesco, Santander e Itaú decidiram adiar o vencimento, em 60 dias, de parcelas de empréstimos que estão em dia.

As recomendações de autoisolamento e anti aglomerações, para frear a dissipação massiva da doença, já afetaram comércio e setor de serviços.

Casos - Segundo última atualização da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Mato Grosso do Sul tem 9 casos confirmados de novo coronavírus - todos eles em Campo Grande. A pasta monitora outras 39 ocorrências suspeitas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário