A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

09/04/2012 11:22

Ainda inadimplente, Enersul continua sem poder aplicar reajuste de 2,59%

Fabiano Arruda
Subestação da Enersul, que não pode aplicar reajuste nas contas de luz por estar inadimplente com a Aneel. (Foto: Arquivo)Subestação da Enersul, que não pode aplicar reajuste nas contas de luz por estar inadimplente com a Aneel. (Foto: Arquivo)

A conta de luz dos consumidores de 73 municípios de Mato Grosso do Sul vai continuar sem reajuste. A Enersul ainda não solucionou a dívida de R$ 49,5 milhões com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e fica impedida de aplicar o aumento de 6,43%, mas com reflexo de 2,59% aos clientes.

Na última terça-feira, em julgamento, a Aneel aprovou a aplicação do reajuste, que deveria vigorar desde ontem. Os índices são de 2,92% para indústrias e 2,47% para a classe residencial, o que resulta no índice médio de 2,59%.

A agência confirmou nesta segunda-feira que a dívida milionária ainda não foi quitada.

Por meio da assessoria de imprensa, a Enersul reforçou o posicionamento de nota divulgada na semana passada: a dívida está sendo “tratada” pela concessionária para ser equacionada o mais breve possível.

No dia 2 último, a Enersul divulgou balanço que aponta lucro de R$ 151,8 milhões em 2011 contra 85,4 milhões em 2010. A receita operacional atingiu R$ 1,9 milhão.

Além disto, o relatório trouxe análise independente de auditores contratados pela empresa, que aponta a crise na Celpa (Centrais Elétricas do Pará) como ameaça à concessionária na obtenção de capital de giro.

O relatório explica que a Enersul é controlada da Rede Energia S.A, que possui investimento em sua controlada Celpa, em processo de recuperação judicial cujo pedido foi deferido em 29 de fevereiro último.

Segundo a publicação, o cenário pode “apresentar reflexos em algumas empresas do grupo (Rede) e acarretar dificuldade de obtenção de capital de giro junto à instituições financeiras”. O pedido de recuperação judicial da Celpa é de R$ 3 bilhões para pagamento de dívidas.



Um absurdo, já teve um reajuste ano passado e mais outro este ano !!! Uma das energias mais caras do mundo !!! Estatizar é a solução !!!!
 
Angelo Fantin em 10/04/2012 07:35:25
E agora quem vai cortar o fornecimento da energia da Enersul, porque a população se não paga recebe a penalidade do corte do fornecimento.
 
Luiz Araujo em 10/04/2012 06:34:38
Impressionante, aprovar um aumento na tarifa de uma empresa que deve muito!
Pra isso que querem cobrar mais esse absurdo, para poderem quitar as dividas que a própria concessionaria possui
VERGONHA!
 
Anderson Silva em 09/04/2012 07:13:25
Depois se acham no direito de querer pontualidade no pagamento das contas, se toca enersul bem feito pra vcs, enquanto não pagar o que devem não poderão REAJUSTAR a tarifa. Que maravilha!!!!!!
 
Nice Soares em 09/04/2012 05:30:11
o que e interessante e que as contas estao tao caras , na minha casa nao para ninguem e vem um absurdo a conta essa divida quem paga somos nos mesmos tirando com essas taxas abusivas ...
 
andre capdevila em 09/04/2012 04:22:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions