A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

07/07/2010 08:00

Alimentos dão trégua e custo de vida fica estável

Redação

No mês de junho o custo de vida do campo-grandense ficou praticamente estável, com ligeira oscilação, de 0,09%, conforme mostra o Índice de Preços ao Consumidor, divulgado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais da Universidade Anhanguera-Uniderp.

"O IPC, neste mês de junho, apresentou um índice bem menor que o de maio, que foi de 0,25%. Isto indica que as medidas tomadas pelo Banco Central surtiram efeito esperado. O destaque desta vez foi para o grupo Alimentação que apresentou forte deflação e ajudou a frear a inflação", destaca o coordenador do Nepes, professor Celso Correia de Souza.

A alimentação teve deflação, com índice de - 0,72%. As principais quedas foram na beterraba (-18,51%), batata (-18,08%), repolho (-16,49%) e pimentão (-14,20%). No subgrupo carnes, oito cortes de carne bovina apresentaram índices negativos, com destaque para a ponta de peito (-4,60%), o músculo (-4,47%) e o cupim (-3,96%). Já o filé mignon teve alta de 3,12%, a paleta de 1,25% e a costela 1,08%. O pernil suíno e o frango congelado também apresentaram quedas nos preços de -0,26% e -1,24%, respectivamente.

A principal alta foi no grupo Despesas Pessoais, de 1,81%, puxada pelo cigarro, com 5,67%; mensalidade de clubes, com 4,96%; e papel higiênico, com 3,21%.

Em seguida aparecem os grupos Vestuário, com índice de 0,49%, e Saúde, com 0,46%. No primeiro, destacaram-se com aumentos os produtos calça comprida masculina (3,84%), sapato masculino (2,27%) e camiseta masculina (1,91%). No segundo, destacam-se anti-infeccioso e antibiótico, com índice de 1,13%; plano de assistência médica, com 1,0%; e antialérgico e broncodilatador, com 0,67%.

Segundo o pesquisador do Nepes, professor José Francisco dos Reis Neto, o grupo Educação, no mês de junho, apresentou uma moderada inflação, da ordem de 0,27%, ocasionada, principalmente, por aumentos nos preços de artigos de papelaria, em torno de 2,56%. Habitação registrou índice médio de 0,14%¨. As maiores variações positivas de produtos na composição desse índice foram: DVD ou VHS, com 5,29%; lâmpada elétrica, com 3,36%; e sabão em barra, com 2,35%. Finalmente, o grupo Transportes fechou junho com pequeno aumento médio de 0,09%, provocado por alta no preço da gasolina, em média de 0,52%.

Acumulada -

Dólar abre semana em queda de 1,25%, cotado a R$ 3,73
O dólar abriu a semana em queda de 1,25%, fechando a segunda-feira (15) cotado a R$ 3,7312. Durante o dia, a mínima foi de R$ 3,7134 e a máxima de R$...
Boletos vencidos já podem ser pagos em qualquer banco
Os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida entrou em vigor no último sábado (13) e o prim...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions