ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 30º

Economia

Bancos cortam empréstimos a empresas em lista suja

Por Redação | 27/05/2010 15:44

Os bancos públicos brasileiros vão usar mecanismos contra empresas que estão na lista suja do trabalho escravo, elaborada pelo Ministério do Trabalho. Com as medidas, as instituições esperam evitar o acesso a linhas de crédito até que esses empresários resolvam pendências jurídicas.

De janeiro a novembro do ano passado a Superintendência Federal do Trabalho multou empresas de Mato Grosso do Sul em R$ 11,3 milhões, conforme relatório do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

Um dado positivo é que a taxa de regularização dos estabelecimentos fiscalizados é de 89,6% em Mato Grosso do Sul, acima da taxa nacional, de 81,57%.

O montante das multas aplicadas no último ano foi 63% maior que o acumulado de janeiro a novembro de 2008, embora o número de empresas fiscalizadas seja menor.

Segundo o diretor jurídico do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Luiz Ferreira, desde 2005, a política de empréstimo da instituição veta o acesso a empresas que estão na lista suja. "Há também uma preocupação de que, antes de dar o crédito, a empresa tem que mostrar que não tem nenhuma ação de trabalho escravo, nem de assédio, entre outras.

Nos siga no Google Notícias