A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/12/2013 14:57

Burocracia emperra obra e loja de importados adia inauguração

Lidiane Kober e Filipe Prado
Mais de 50 operários trabalham de domingo a domingo para concluir a obra e inaugurar a loja em janeiro (Foto: Marcos Ermínio)Mais de 50 operários trabalham de domingo a domingo para concluir a obra e inaugurar a loja em janeiro (Foto: Marcos Ermínio)

Burocracia e investimentos em outros Estados atrasaram a obra e a Havan adiou, pela quarta vez, a inauguração de loja ao lado do Shopping Norte Sul Plaza, em Campo Grande. A previsão inicial era abrir as portas em agosto passado, depois em novembro, em dezembro e, agora, a meta é começar as atividades em janeiro.

No pátio das obras, os operários atribuem o atraso a liberação de documentos por parte da prefeitura. A autorização da terraplanagem, por exemplo, teria saído só no dia 15 de setembro, meses depois do início dos trabalhos.

Mas, por meio da assessoria de imprensa, a Havan justificou o atraso a “falta de tempo hábil para concluir as obras”. No mesmo período, a empresa teria priorizado outros projetos, como a inauguração de duas lojas no Estado de São Paulo e ampliação do espaço na sede, em Brusque (SC).

Apesar do atraso, a contratação de funcionários já estaria concluída. Por meio da Funsat (Fundação Social do Trabalho), foram selecionados trabalhadores para 200 vagas. As funções são para auxiliar de depósito, auxiliar de crédito, auxiliar de limpeza, conferente de mercadoria, empacotador, fiscal de loja e operador de caixa.

O projeto - Orçado em R$ 30 milhões, o empreendimento terá 12 mil metros quadrados de área construída, com 500 vagas de estacionamento cobertas e gratuitas. O projeto terá a fachada estilizada da Casa Branca, sede do poder nos Estados Unidos e símbolo da rede Havan. Internamente, a loja terá padrão 2020, com modernos conceitos de arquitetura e visual inspirado nos maiores centros de consumo mundiais.

Na Havan, os clientes encontram um mix de mais de 100 mil itens de produtos nacionais e importados, nos setores de moda, artigos de cama/mesa/banho, eletrodomésticos/eletroeletrônicos, tapetes/cortinas, decoração, brinquedos, ferramentas, bazar e camping.

Em Mato Grosso do Sul, a primeira loja da rede começou a funcionar no primeiro semestre deste ano em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande.



O ponto mais ridículo para se instalar tal importante empreendimento, uma área que só tem horrores, uma avenida pobre com um córrego imundo, um shopping center que parece uma colcha de retalhos e um bairro que é pura esquizofrenia urbanística. Se fosse nos Estados Unidos, tal belo empreendimento seria localizado na beira de uma bela avenida, **plana**, com estacionamento plano que daria destaque à arquitetura do prédio. Mas aqui uma via podre como a avenida que passa embaixo dela com um viaduto horroroso desde sua fundação são destaques ao invés do próprio empreendimento moderno. Tal localização parece coisa de empreendimento em esquinazinha de Presidente Prudente. Não gostei. Deveriam ter optado pela Av. Duque de Caxias ou Altos da Afonso Pena.
 
Cristiano Arruda em 30/12/2013 22:02:05
a prefeitura não entendeu que tem de dar pressa a investimentos, espero que tenha aprendido como os problemas que causou
 
SAMUEL VOSNI em 30/12/2013 19:47:49
Conheço os produtos da Havan, são produtos de 1º mundo e com preços convidativos. vale a pena conferir.
 
Marcos Wild em 30/12/2013 16:34:40
Eu acho que ainda em janeiro está cedo para abrir, com a chuvarada que está dando, rapaz aquele trêm lá vira um brejão que só. Dá dó só de olhar, moro lá perto e passo pela rua lateral, não sou engenheiro mas acredito que se eles não fizerem um sistema de drenagem de agua no local, vai ficar muito ruim em dias de chuva lá.
 
jose carlos em 30/12/2013 15:46:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions