A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

30/07/2019 15:01

Capital tem queda na inadimplência e melhora no crédito em 2019, diz SCPC

Indicador da Boa Vista SCPC mostra recuo de quase 5% na inadimplência de janeiro a junho, e de 2% no total de devedores

Humberto Marques
Comércio da Capital registrou melhora nos indicadores de inadimplência, aponta Boa Vista SCPC. (Foto: Arquivo)Comércio da Capital registrou melhora nos indicadores de inadimplência, aponta Boa Vista SCPC. (Foto: Arquivo)

Campo Grande registra desde o início do ano recuo no indicador de inadimplência dos consumidores, conforme dados divulgados nesta segunda-feira (30) pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). De janeiro a junho, a redução foi de 4,9% no volume de inscrições no sistema. Ao mesmo tempo, a recuperação do crédito, outro indicativo medido pela instituição, teve melhora na cidade.

O cenário da inadimplência na Capital segue o de Mato Grosso do Sul, da região Centro-Oeste e do país, que também registraram, em percentuais diferentes, queda ao longo do ano. O indicador é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas a partir de 2011. A Boa Vista não divulga os dados absolutos, isto é, o total de consumidores inadimplentes.

De maio para junho, a queda no registro de inadimplentes em Campo Grande foi de 0,2%, e de 6,4% no comparativo entre o mês passado e o mesmo período do ano passado.

Os dados da Capital se assemelham aos do Estado, que teve redução de 5,5% no registro de inadimplentes de janeiro a junho; de 0,4% de maio para junho; e de 6,5% na comparação entre os junhos de 2018 e 2019.

Nos dois casos, o recuo dos inadimplentes foi superior à média nacional no ano (2,8%) e na comparação entre os junhos. De maio para junho deste ano, o indicador foi de 0,2%. O mesmo ocorreu em relação à região Centro-Oeste (3,3% no ano, 4,6% entre junhos e 0,1% de maio a junho deste ano).

A Boa Vista também apurou melhora nos índices de inadimplência de Dourados –a 233 km de Campo Grande. No ano, o recuo nas inserções de consumidores foi de 8%, mesmo percentual na comparação entre os dois meses de junho. Já entre maio e junho deste ano, a queda foi de 1,2%.

Recuperação de crédito – Na contramão do Estado e do Brasil, Campo Grande registrou no primeiro semestre deste ano em relação à recuperação de crédito dos consumidores. O acumulado do ano é positivo em 2%, mesmo com uma queda de igual percentual entre maio e junho.

Já a variação interanual (comparação entre os meses de junho) mostra um recuo de 13,5%. O indicador da recuperação de crédito é composto pelas exclusões de registros informados à Boa Vista SCPC por empresas credoras.

Mato Grosso do Sul teve melhora de 0,5% na recuperação de crédito entre maio e junho, mas no primeiro semestre registrou recuo é de 7,8% no indicador. Na comparação entre os meses de junho de 2018 e 2019, a queda é de 10,2%.

No Centro-Oeste, as quedas são de 2,6% no primeiro semestre e no comparativo entre os meses de junho e de 0,3% de maio a junho deste ano. Nacionalmente, a média é de baixa de 3,5% no acumulado do ano, de 2,4% na variação interanual e de 0,6% nos dois últimos meses.

Os dados de Dourados na recuperação de crédito são piores: quedas de 2,3% entre maio e junho, de 10,2% de janeiro a junho e de 19,1% na comparação interanual do volume de cadastros excluídos da base de dados do SCPC.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions