A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

09/01/2015 21:31

Com dívida de R$ 73 milhões, rede São Bento pede recuperação judicial

Priscilla Peres
São Bento é a maior rede de farmácias do Estado. (Foto: Divulgação São Bento)São Bento é a maior rede de farmácias do Estado. (Foto: Divulgação São Bento)

A drogaria São Bento, com mais de 66 anos de atuação em Mato Grosso do Sul, pediu recuperação judicial devido a uma crise financeira e por não conseguir renegociar uma divida de R$ 73 milhões com bancos. A maior rede de farmácias do estado possui mais de 1,2 mil funcionários atualmente.

A concorrência de grandes redes de farmácias que se instalaram na Capital nos últimos anos aliada a crise financeira da empresa fizeram com que a família Buainain, proprietária da São Bento, pedisse ajuda judicial para recuperar as finanças da rede. Atualmente, são quase 100 lojas em municípios de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

A recuperação judicial é um recurso legal que o empresário tem antes de pedir falência, o que seria a “última chance” que a Justiça concede as empresas que querem se recuperar financeiramente. De acordo com o assessor jurídico, Euclides Ribeiro, da ERS advocacia, a partir de agora a empresa tem 180 dias para negociar com os bancos.

Euclides explica que demissões não estão previstas e que a intenção do grupo é de se recuperar e ampliar a marca. A rede São Bento tem faturamento anual de R$ 180 milhões e atribui a recuperação judicial as altas taxas de juros praticadas pelos bancos.

De acordo com a Lei Federal 11.101/2005, a recuperação judicial tem como objetivo permitir que a empresa supere a situação de crise econômico-financeira, buscando evitar a falência. Porém, nesse processo a empresa precisa cumprir religiosamente com suas dívidas, sem atrasar os pagamentos.

O Campo Grande News entrou em contato com o presidente da rede São Bento, Luis Fernando Buainain, que confirmou a situação mas não quis se manifestar sobre o assunto.

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,71, de olho no cenário eleitoral
O dólar fechou a sexta-feira (19) em queda com o mercado ainda acompanhando o cenário eleitoral. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. Na semana, ...
Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions