A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

23/12/2013 15:10

Com o dobro do movimento, Camelódromo deve estender atendimento até as 23 horas

Helton Verão e Zana Zaidan
Corredores estão lotados de clientes. (Foto: Cleber Gellio)Corredores estão lotados de clientes. (Foto: Cleber Gellio)

Em busca do presente perfeito e barato para o Natal, consumidores da Capital e do Interior correram nesta antevéspera de Natal (23), para o Centro, principalmente ao Camelódromo onde a aglomeração é grande e promete ser assim até o fim do atendimento, oficialmente previsto para as 22 horas.

Os comerciantes preveem que conforme a demanda, que geralmente dobra nesta época, os boxes deverão ultrapassar o horário oficial, chegando a atender até as 23 horas.

Roupas e eletrônicos são os mais procurados, vídeo games, acessórios para os mesmos, tablets e a diversidade das vestimentas são os “carros chefes” dos comerciantes.

Há 12 anos trabalhando no local, desde que o Centro foi inaugurado, a proprietária do Box de roupas, Luciene Brandão lembra que mesmo com várias lojas populares pelo Centro da cidade, confia no diferencial do Camelódromo. “A economia nos preços e a variedade dos modelos são maiores. As roupas são trazidas do Paraná, São Paulo e Goiás”, diferencia Luciene.

A senhora Maria de Fátima Cunico, 57 anos, veio de Sidrolândia com as duas filhas e netos para comprar as lembranças natalinas. “Aqui é o lugar mais barato para comprar. Vou comprar para os meus seis netos, mais parentes. Aqui a diferença nos preços fazem diferença na minha economia”, comenta Maria.

O veterinário Antonio Ibarra, 47 anos, veio com sua esposa para comprar presentes para toda família, focado em comprar roupas. “Todo ano compro os presentes aqui. Até quando nem existia o Camelódromo, eram só as barracas na Barão”, lembra Ibarra.

De acordo com o veterinário além de mais baratas a qualidade das roupas no centro comercial tem a mesma qualidade das grandes lojas. “Camelódromo é uma Miami em Campo Grande”, compara.

O escrivão Rodrigo Rodrigues levou filho, o pequeno e exigente Rodriguinho, que está decidido do que quer para este Natal. (Foto: Cleber Gellio)O escrivão Rodrigo Rodrigues levou filho, o pequeno e exigente Rodriguinho, que está decidido do que quer para este Natal. (Foto: Cleber Gellio)
O veterinário Antonio Ibarra, 47 anos, veio com sua esposa para comprar presentes para toda família. (Foto: Cleber Gellio)O veterinário Antonio Ibarra, 47 anos, veio com sua esposa para comprar presentes para toda família. (Foto: Cleber Gellio)

Na parte de eletrônicos, PlayStation 3, Xbox, acessórios para estes, tablets e smartphones lideram a procura. É o que conta o comerciante Marcelo Silva, que trabalha há um ano no local.

O escrivão Rodrigo Rodrigues levou filho, o pequeno e exigente Rodriguinho, que está decidido do que quer para este Natal, um tablet. “Quase todos colegas da sala tem o um tablet”, conta Rodriguinho, que está na 3ª série do ensino fundamental.

O pai Rodrigues, atendeu o pedido do menino, e ficou feliz, já que economizou. “Se comprasse nas lojas do Centro iria gastar R$ 200 reais a mais”, contata o escrivão.

Se ainda não comprou seu presente, a desculpa que foi por falta de tempo não vai colar. O Camelódromo ficará aberto hoje até as 22 horas, podendo ser estendido até às 23 horas.

No dia 24, terça-feira funcionará até às 18 horas.

Camelódromo pode ficar aberto até ás 23 horas. (Cleber Gellio)Camelódromo pode ficar aberto até ás 23 horas. (Cleber Gellio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions