A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

17/12/2015 10:47

Com redução de custos, indústria de alimentos prevê crescer 1% em 2016

Priscilla Peres
Setor acredita que em 2016 terá que focar mais em gestão. (Foto: Fiems)Setor acredita que em 2016 terá que focar mais em gestão. (Foto: Fiems)

Em meio ao cenário de crise, a indústria de alimentos e bebidas de Mato Grosso do Sul afirma que terá de reduzir custos para poder crescer em 2016. A previsão é de que no ano que vem o valor da produção de R$ 2,23 bilhões para R$ 2,25 bilhões, com aumento e 1%, segundo avaliação do presidente do Siams (Sindicato das Indústrias da Alimentação do Estado de Mato Grosso do Sul), Sandro Mendonça.

Dados levantados pelo Radar Industrial da Fiems mostram que o setor tem 721 estabelecimentos e 8.887 trabalhadores com carteira assinada. “Em um momento de crise algumas empresas deixam de atender o mercado e, nesse contexto, pode surgir espaço para outras que estejam melhor estruturadas e que busquem inovar seus produtos. É hora de cuidar minuciosamente da gestão”, declarou.

Enquanto vários setores desaceleram, os alimentos saudáveis tem ganho força no mercado. “O mercado abriu espaço para a linha natural de alimentos, um segmento que vem sendo fomentado graças às mudanças de hábito da população brasileira. Trata-se de um tipo de alimentação que está em evidência relacionada diretamente ao aumento da qualidade de vida das pessoas, que têm buscando cada vez mais ingerir alimentos mais saudáveis”, afirmou o presidente.

Em termos sindicais, Sandro Mendonça destaca que, para o próximo ano, o desafio do Siams é traçar um planejamento estratégico para amenizar os impactos da crise e tentar uma saída para criar um ambiente mais favorável e competitivo. “Por ter acredito que o ano seria de maior crescimento alguns empresários investiram e hoje estão endividados, então será um ano de precaução e encurtar custos. Vamos estudar alguma forma de compensar esse momento, porque juntos somos mais fortes”, falou.

Saque das cotas do PIS/Pasep começa hoje para quem tem mais de 70 anos
Pessoas a partir de 70 anos que tenham contribuído com o PIS (Programa de Integração Social) ou o Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servid...
Agências do BB abrirão uma hora mais cedo para saques do Pasep
As pessoas com mais de 70 anos beneficiadas com o saque das cotas do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) poderão ir mais c...
Águas Guariroba consta pela 2ª vez entre 150 melhores para se trabalhar no País
Pela segunda vez, a concessionária Águas Guariroba, responsável pelo saneamento básico em Campo Grande, está relacionada entre as 150 melhores  empre...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions