A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

04/04/2017 10:08

Conta de energia terá desconto de 13,81% para consumidores de MS

Renata Volpe Haddad
Redução será nas contas de abril que devem ser pagas em maio. (Foto: Marcos Ermínio)Redução será nas contas de abril que devem ser pagas em maio. (Foto: Marcos Ermínio)

Em abril, consumidores de Mato Grosso do Sul terão redução de 13,81% nas contas de energia, devido a uma revisão de valores pagos a mais em 2016. Porém, a população só verá o desconto, que pode ser de R$ 0,30 até R$ 9, nas contas de maio.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) divulgou que os consumidores pagaram a mais pela parcela do EER (Encargo de Energia de Reserva), correspondente à contratação da energia da usina de Angra III. Este montante foi arrecadado mensalmente pelas distribuidoras nas contas de luz em 2016 conforme definido pela Aneel nos eventos tarifários.

Além disso, houve a aprovação nesta terça-feira (4) de uma redução de 1,92% no valor médio da energia elétrica da Energisa, que atende 993 mil consumidores em 74 municípios de Mato Grosso do Sul. Aos consumidores de alta tensão, a queda será de 2,68% e aos de baixa, 1,58%.

A presidente do Concen (Conselho dos Consumidores da Área de Concessão da Energisa MS), Rosimeire Cecília da Costa, explica que esse desconto começa a valer em maio, mas deve ter reflexo até junho.

"A Aneel já informou que estamos em bandeira vermelha até novembro deste ano e em junho, serão repassados novos valores, ou seja, no momento, vai ter uma redução, mas que deve acabar no meio do ano", explica.

Outra conta que o consumidor deve pagar é em relação à indenização de transmissoras, que terá impacto de 3,68% a mais no preço do kw.

Rosimeire lembra que a percepção do consumidor em relação ao reajuste deve levar em conta ainda a incidência dos encargos, ICMS, COSIP, PIS e Cofins.

Bandeira vermelha - Estamos em bandeira vermelha até novembro. Isso significa que a energia em uso é mais cara, R$ 3,00 mais cara a cada 100 quilowatts-hora (kwh) consumidos. No patamar 2, a bandeira vermelha implica em R$ 3,50 a mais por 100 kwh.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions