A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

23/11/2015 07:45

De homenagem à avó até empresa, fábrica de temperos tem 800 clientes

Liana Feitosa
Ao todo, todos os meses são preparados cerca de 15 mil quilos de produtos pelas mãos de 15 funcionários. (Foto: Pedro Peralta)Ao todo, todos os meses são preparados cerca de 15 mil quilos de produtos pelas mãos de 15 funcionários. (Foto: Pedro Peralta)

Com quase nada de recursos, o empreendedor Rui Murilo Galvanini decidiu criar o próprio negócio e, em 1995, iniciou as atividades da marca Vó Ermínia, uma homenagem à avó, de mesmo nome. Hoje, mais de 20 anos depois, o negócio do setor de alimentos ainda é considerado micro empresa, mas atende cerca de 800 clientes no Estado.

"Meu pai começou criando codornas, depois vieram os produtos de horta e temperos, como as pimentas. Nessa época, a empresa funcionava em chácara arrendada, onde também era criado frango caipira para venda", conta o filho de Rui, Gabriel Galvanini, 24 anos, estudante de administração que há seis anos trabalha no negócio da família. Hoje, ele é o responsável pela administração do empreendimento.

Foco - A empresa acabou fechada por alguns meses, mas por causa da insistência de clientes pedindo os produtos da marca, a Vó Ermínia voltou a funcionar, mas então na cidade. "Ficamos mais fortes na parte dos temperos. Focamos no trabalho com produtos naturais, sem conservantes e com alto padrão de qualidade", completa Gabriel.

Hoje, só entre os temperos são mais de 80 itens. São opções secas e molhadas, além de farofas e itens em conserva como ovos de codorna, que estão entre os produtos mais vendidos. Os clientes vão de consumidores finais a restaurantes, empórios e supermercados.

Ao todo são preparados cerca de 15 mil quilos de produtos por mês pelas mãos de 15 funcionários, inclusive, a mãe de Gabriel, Viviane Galvanini, que também comanda no negócio familiar ao lado do esposo e é a responsável pelo departamento de produção.

Determinação - Para Gabriel, a conquista de sucesso no empreendimento depende de uma junção de fatores desafiadores. "É preciso ter muita perseverança, mas também tem que ter diferencial. Nossa prioridade é trabalhar com produtos puros, esse é nosso diferencial, o pó puro, sem conservantes. Até o ovo em conserva não tem conservantes químicos", afirma.

Viviane é responsável pelo departamento de produção e comanda o negócio criado pelo esposo ao lado do filho, Gabriel, de 24 anos. (Foto: Pedro Peralta)Viviane é responsável pelo departamento de produção e comanda o negócio criado pelo esposo ao lado do filho, Gabriel, de 24 anos. (Foto: Pedro Peralta)

"Mas também é preciso criatividade, muita criatividade. Não fomos afetados por essa crise porque lançamos novos produtos, desenvolvemos temperos novos e também a farofa, que está vendendo muito bem", completa.

Para ele, se a empresa não tivesse inovado, o cenário poderia ser outro. "Também expomos melhor os nossos produtos, fizemos ações no Facebook, fomos atrás e conquistamos mais clientes, fizemos de tudo para não sentir a crise", compartilha.

Novidades - Neste ano foram criados 30 novos produtos, como o tempero em frasco com moedor. Além disso, a empresa fez pesquisa de campo para avaliar o mercado.

"Vimos que estávamos deixando de vender porque não tínhamos o produto. Dessa forma, vimos o que os concorrentes não tinham e fizemos, como o sal rosa do himalaia, por exemplo, que vende muito bem porque é puro, não misturado no sal grosso, como outras marcas fazem", explica Gabriel.

Agora, a marca estuda expandir os negócios para outras regiões, principalmente ao Norte do país. Alguns pontos de revenda já foram firmados e a ideia é oferecer, a partir do próximo ano, produtos da marca no Mato Grosso e em Rondônia.



Excelente marca, com produtos de qualidade e deliciosos!! Recomendo!!! Parabéns!
 
Sayuri em 23/11/2015 15:57:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions