A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Maio de 2017

18/11/2015 23:58

Delcídio defende aprovação de teto da dívida em reunião da CAE com Levy

Flávio Paes
Joaquim Levy (ao lado de Delcidio) esteve na Comissão de Assuntos Econômicos (Foto:Divulgação)Joaquim Levy (ao lado de Delcidio) esteve na Comissão de Assuntos Econômicos (Foto:Divulgação)

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Delcídio do Amaral (PT/MS) ,defende a aprovação do Projeto de Resolução 84/207 l porque ajudará o governo a racionalizar seus gastos. Durante audiência pública com a participação do ministro da Fazenda , Joaquim Levy. Delcidio mostrou-se convencido de que a fixação de um teto para o dívida ajudará a colocar o país , de novo, na rota do desenvolvimento.

“Fizemos um grande debate na busca de alternativas para estabelecer, em definitivo, o teto da dívida líquida e o teto da dívida bruta da União. Isso é importante porque sinaliza para a contenção de despesas e para que o governo , efetivamente, racionalize seus gastos. Quem ganha com isso, mais do que nunca, é o Brasil “, avaliou o senador no final da audiência.

“A economia tem tudo para crescer a partir do momento em que o Congresso, usando de sua autoridade, estabeleça limites para que a dívida da União não cresça, uma vez que os estados e municípios já obedecem a essas determinações estabelecidas pela própria União, quando enviou o projeto. Nós estaremos consolidando uma posição consistente, que garantirá estabilidade econômica e crescimento para o Brasil”, afirmou o senador.

Gol terá voos extras durante a alta temporada
Com foco nas férias de julho e na alta temporada de inverno, a Gol Linhas Aéreas anunciou a adição de mais de dois mil voos extras a partir da primei...
Conselho do FCO aprova mudanlas para dar celeridade aos financiamentos
Foi aprovado em reunião extraordinária dos membros do Conselho de Investimentos Financiáveis pelo FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centr...
Refletindo cenário político, Bovespa cai 1,54% e dólar sobe a R$ 3,27
O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&F Bovespa), Ibovespa, encerrou o dia com queda de 1,54%. O dólar, por sua vez, terminou o pre...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions