A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

28/11/2013 20:34

Descarrilamento compromete transporte de grãos e combustíveis em MS

Vinícius Squinelo

O descarrilamento de vagões que matou oito pessoas e deixou várias feridas, neste domingo (24), em São José do Rio Preto (SP), interditou a linha férrea e compromete o transporte de grãos e combustíveis de Mato Grosso do Sul, e de outros dois Estados.

Para MS, o maior problema é com a safrinha de milho, que é transportada para os portos paulistas para exportação. Com o grave acidente, há pelo menos dez composições paradas ao longo da ferrovia, e não existe previsão de normalizar o transporte.

Os comboios estão carregados e não há previsão de quando o tráfego será retomado. Desde o último domingo quando o trem descarrilou no Jardim Conceição a linha férrea está interrompida.

Também é comprometido o transporte de combustíveis de São Paulo para Mato Grosso do Sul, porém, por enquanto, não existe risco de desabastecimento no Estado.

Além de MS, São Paulo e Mato Grosso estão enfrentando problemas logísticos com o descarrilamento do trem.

O trem, da ALL (América Latina Logística), estava carregado com milho e passava pelo bairro Jardim Conceição, próximo ao centro da cidade de São José do Rio Preto, quando descarrilou e um dos nove vagões atingiu duas casas. Outras duas ficaram prejudicadas.

Polêmica – A linha férrea que corta 23 municípios no noroeste paulista transporta em média por dia 60 mil toneladas de produtos. E a liberação da linha férrea agora depende da Justiça. Os moradores e a própria prefeitura de Rio Preto são contra a reconstrução da ferrovia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions