A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/05/2009 17:53

DNIT prevê investimento de R$ 8,5 bilhões em hidrovia

Redação

Projeto do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) propõe investimento de R$ 5,5 bilhões, no período de quatro, para ampliar de 800 quilômetros para 2 mil quilômetros navegáveis na Hidrovia Paraná-Tietê.

Além de interligar o Brasil aos países da Bacia do Prata (Uruguai, Argentina e Paraguai), a proposta promoveria aumento de 500% na capacidade de transporte de cargas pela hidrovia, dos atuais 5 milhões de toneladas para 30 milhões de toneladas por ano.

Apesar do investimento ser prioritário, o órgão ainda não dispõe dos recursos para realizar os investimentos. Com o objetivo de sensibilizar os congressistas e o Governo, o diretor-geral do DNIT, Luiz Antônio Pagot, vem participando da realização de seminários sobre a hidrovia promovido pelo G5+1, formado pelos estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais e o Governo federal.

Nesta sexta-feira, o simpósio aconteceu na sede da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul).

De acordo com Pagot, a primeira fase terá investimento de R$ 5,5 bilhões. O projeot prevê a dragagem da rodovia, recuperação das margens e mata ciliares, substituição de pontes e remoção de pedrais.

A segunda fase prevê mais R$ 3 bilhões em mais quatro anos. Pela proposta, a hidrovia fica navegável até próximo do Porto de Santos, ficando a 120 quilômetros do local. "Vamos navegar no Brasil e no Mercosul", explicou Pagot, sobre a conclusão das duas etapas.

O governador André Puccinelli (PMDB) também participou do simpósio e destacou a importância da hidrovia para o Estado. Ele disse que o álcool combustível poderá sair pela hidrovia de Mato Grosso do Sul. Na sua avaliação, o Estado terá condições de ficar mais competitivo em relação aos estados litorâneos.

O diretor-geral do DNIT ressaltou a vantagem da hidrovia. Em relação ao custo, representa 10% do rodoviário e 50% do ferroviário. Além disto, retira caminhões de circulação e garante mais segurança ao tráfego nas rodovias federais.

Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions