A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/05/2011 13:25

Em Dia Sem Imposto, consumidores sentem no bolso a diferença de até 54,8%

Paula Vitorino

Restaurantes, lanchonetes e supermercados participam da ação na Capital

Consumidora aproveita Dia Sem Imposto para encher carrinho. (Foto: Simão Nogueira)Consumidora aproveita Dia Sem Imposto para encher carrinho. (Foto: Simão Nogueira)

Analisando os preços na gôndola do Sem Impostos no supermercado da Rede Econômica, na Rua Joaquim Murtinho, o comerciário Adair Fidelis, de 50 anos, afirmou que a diferença de preços é muito grande e protestou contra os impostos.

“Se o Brasil fosse sempre assim aí seria um país bom. Tinha que ser como na Europa, onde o consumidor sabe o tanto que está pagando em cada produto de imposto. Nós aqui nem temos noção do tanto que pagamos para o governo”, protestou.

Já a costureira Zilza Dias, de 58 anos, chegou cedo ao supermercado, às 7h, para aproveitar os preços dos produtos sem impostos. “Vim logo que abriu para aproveitar os preços”, disse.

Ela foi uma das poucas que conseguiu aproveitar o maior desconto na tributação, de 54,8%, na cerveja Skol lata, que foi vendida por R$ 0,72. O estoque do produto acabou em poucas horas, ainda durante a manhã. Segundo o gerente do supermercado, Loudeir do Nascimento, foram vendidas 1.233 latas.

Alguns consumidores que foram até o supermercado atrás do preço baixo da cerveja reclamaram, mas o gerente esclareceu que a ação não tem intuito comercial. “Não é uma promoção pra atrair o público, mas uma ação para conscientizar o consumidor sobre o tanto que ele paga de imposto em cada produto”, destacou.

Descontos chegam a mais de 54%.Descontos chegam a mais de 54%.

Doze produtos tiveram o imposto cortado no valor de venda, como detergentes, sabão em pó, café, fralda descartável, absorvente íntimo e leite integral. De acordo com o gerente, foram escolhidos produtos de primeira necessidade, onde o consumidor sente o maior impacto no bolso.

Para a advogada Carla Rosa Brandão, de 29 anos, a mercadoria que mais compensou foi o sabão em pó, que de R$ 2,99 está sendo vendido por R$ 2,08. “Dá pra senti uma grande diferença. É muito imposto que a gente paga”, diz.

Ela e a empresária Vera Lúcia Andrade, de 65 anos, só compraram as mercadorias em promoção. Como o supermercado estipulou limites de compra por pessoa, elas resolveram fazer duas passagens pelo caixa. Tudo para não perder os descontos.

“Vou deixar essas mercadorias no carro e voltar para pegar mais. Tem que aproveitar”, diz.

Ação - Os preços sem imposto das mercadorias do supermercado da Rede Econômica continuam até o fim do estoque.

A ação do Dia Sem Imposto faz parte das atividades do Dia Nacional de Respeito ao Contribuinte e Liberdade de Impostos. A iniciativa é do Conselho de Jovens Empresários (CJE-MS) da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACIG). O objetivo é protestar contra a carga tributária cobrada em todo o país.

Em todo o país, 13 cidades participam da ação. Em Campo Grande a iniciativa teve a adesão de restaurantes e lanchonetes. Participam a Subway, Restaurante Tiboni, Multiplus Restaurante, Churrascaria Gaúcho Gastão, Rstaurante Asahi, Lalai Doces e Café Mostarda.



Parabéns pela iniciativa e partipação do cidadão, acho que é por ai, está certo este movimento e há necessidade de outros movimentos para que os governantes comecem a se concietizar da necessidade de fazer algo pela população, todos merecem viver com dignidade.
 
Metilde Pazini em 26/05/2011 03:14:43
Parabéns aos comerciantes pela ótima iniciativa!
Quem dera nossos governantes fossem também preocupados com essa questão tão importante para o futuro do nosso país.
Seria muito bom se aqui tivéssemos dois preços nas etiquetas, um referente ao valor do produto e outro acrescido dos impostos. Assim, saberíamos exatamente o quão elevada é nossa carga tributária.
 
Carlos Dias em 25/05/2011 11:54:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions