ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 28º

Economia

Empresa canadense prevê investir em geração distribuída no Estado

Serão mais de 100 pequenas usinas espalhadas em MS e outros sete estados

Por Izabela Cavalcanti | 11/12/2023 13:07
Painéis solares instalados em Mato Grosso do Sul (Foto: Chico Ribeiro)
Painéis solares instalados em Mato Grosso do Sul (Foto: Chico Ribeiro)

A empresa canadense Brookfield prevê investir R$ 1,2 bilhão para construir um parque gerador de 300 MWp (megawatts-pico). Serão mais de 100 pequenas usinas espalhadas em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Goiás e Rio Grande do Norte.

Conforme o Valor Econômico, os recursos fazem parte do fundo BGTF (Brookfield Global Transition Fund), que adquiriu 90% do controle da IVI Energia.

Na primeira parte de projetos estão sendo construídas 23 usinas que totalizam 60 MWp. Já somado ao segundo lote, totaliza 150 MWp. A IVI Energia busca chegar o total de 500 MW até o fim de 2024 com os projetos de geração distribuída.

Em mapa já publicado pela IVI, os projetos em construção são nos estados de Goiás, Bahia, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro (cor verde). Os projetos futuros incluem Mato Grosso do Sul e os outros três estados (cor cinza).

Mapa publicado pela IVI Energia mostra que as áreas na cor cinza são projetos futuros e as áreas verdes já estão em construção (Foto: Reprodução/IVI Energia)
Mapa publicado pela IVI Energia mostra que as áreas na cor cinza são projetos futuros e as áreas verdes já estão em construção (Foto: Reprodução/IVI Energia)

Segundo a Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), atualmente, Mato Grosso do Sul tem 83,1 mil usinas ao todo.

Geração distribuída – Em outubro deste ano, Campo Grande se consolidou como a quarta capital brasileira com maior potência instalada de energia solar em geração distribuída no Brasil, de acordo com dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

O monitoramento mostrou que até o dia 23 de outubro, a geração de energia solar na Capital chegou a registrar 214 MW (megawatts) de potência instalada, ficando atrás de Florianópolis (756 MW), Brasília (296 MW) e Cuiabá (221 MW) em termos de potência instalada em geração distribuída.

Em abril deste ano, o governo de Mato Grosso do Sul anunciou que a empresa espanhola Solatio vai construir a maior fazenda solar de Mato Grosso do Sul. Ela ocupará uma área de 3,5 mil hectares com seus painéis solares e terá capacidade de gerar 2,5 gigawatts.

Receba as principais notícias do Estado pelo celular. Clique aqui para entrar no canal do Campo Grande News. 

Nos siga no Google Notícias