A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/09/2017 16:09

Exploração de área pode diversificar economia de MS, diz secretário

Osvaldo Júnior
Secretário Jaime Verruck, que avalia como positiva a compra pela Petrobras (Foto: Divulgação)Secretário Jaime Verruck, que avalia como positiva a compra pela Petrobras (Foto: Divulgação)

A aquisição pela Petrobras de um bloco da Bacia do Rio Paraná pode impulsionar a diversificação da economia de Mato Grosso do Sul. A expectativa é do titular da Semagro (Secretaria do Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck. Nesta quarta-feira (27), a petrolífera arrematou por R$ 1,69 milhão o lote durante leilão realizado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) no Rio de Janeiro.

Além do desembolso de R$ 1,69 milhão na compra, a Petrobras investirá mais R$ 20,5 milhões no local. É a primeira vez que áreas no Estado poderão ser perfuradas para exploração de combustíveis. Na avaliação de Verruck, esse cenário contribui para o desenvolvimento do Estado e diversificação da base econômica.

“Se nós tivermos possibilidade de produção de gás natural em Mato Grosso do Sul, nós teríamos mais uma fonte energética, teríamos opção de royalties a esses municípios e teria possibilidade de diversificação da nossa base econômica. Então nós somos cautelosos, mas seria extremamente positivo para a economia do estado”, avaliou Verruck.

O secretário afirmou, ainda, que não é possível mensurar o potencial para combustíveis, mas que há estudos indicativos de existência de petróleo na Bacia do Paraná. “O que existe hoje, dado aos estudos geológicos e as características é de que há a possibilidade de encontrar gás natural e petróleo na região lindeira ao rio Paraná”, disse.

Por se tratar de exploração terrestre a expectativa é de que os volumes sejam bem menores que no mar, mas devido as condições de subsolo, é normal que tenha mais gás natural do que Petróleo.

Ainda de acordo com o secretário, no ano passado a ANP solicitou ao Governo do Estado informações sobre essas áreas com potencial para exploração. “Eles queriam saber se essas áreas eram de baixo impacto ambiental e se não estavam em áreas de conservação, mas o Imasul informou que não”, contou.

Protestos – O leilão da ANP foi marcado por protestos de manifestantes contrários à exploração de petróleo. Eles tentaram entrar no local onde era realizado o certame, no Windson Barra Hotel, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

Os manifestantes foram detidos por seguranças e impedidos de entrar. Apesar da tensão, o leilão prosseguiu normalmente. 

 

Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e do diesel
Os preços da gasolina e do diesel nas refinarias serão reduzidos em 0,3% e 0,4%, respectivamente, a partir de amanhã (26). O reajuste foi anunciado h...
Petrobras reduz em 0,6% preço da gasolina e aumenta em 0,5% o do diesel
A Petrobras anunciou hoje (15) a redução do preço da gasolina em 0,6% nas refinarias controladas pela estatal. O diesel, por outro lado, teve um aume...
Petrobras reajusta preço do diesel em 1,6% e da gasolina em 1,3% nas refinarias
A Petrobras anunciou hoje (14) um reajuste de 1,6% no preço do diesel e de 1,3% no preço da gasolina nas refinarias. Os novos valores vão vigorar a p...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions