ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SÁBADO  20    CAMPO GRANDE 22º

Economia

Famílias campo-grandenses compraram menos em março, aponta pesquisa

Cinco dos sete indicadores monitorados apresentaram dados negativos, informa a CNC

Por Gustavo Bonotto | 26/03/2024 22:27
Vendedora organiza roupas em loja, no Centro de Campo Grande. (Foto: Paulo Francis)
Vendedora organiza roupas em loja, no Centro de Campo Grande. (Foto: Paulo Francis)

Pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) divulgada nesta terça-feira (26) indica que a ICF (Intenção de Consumo das Famílias) de Campo Grande teve recuo de 0,8% ao apresentar 110,1 pontos no mês de março. Em comparação com fevereiro, o índice foi de 110,9 pontos.

Dos sete indicadores apurados, cinco apresentaram índices negativos. Entre as maiores variações estão o momento para duráveis (-3,8%), compra a prazo – acesso ao crédito (-1,9%) e nível de consumo atual (-1,2%). O maior índice positivo foi registrado pela perspectiva de consumo (1,6%).

Ainda de acordo com a pesquisa, a maioria (61,8%) possui perspectiva profissional positiva para os próximos seis meses. Sobre a renda atual, 47,9% disseram que está igual ao ano passado e 39,9% falaram que estão comprando a mesma coisa, em relação ao mesmo período de 2023.

Em publicação encaminhada pela Fecomércio MS, a economista Regiane de Oliveira disse que a variação demonstra cautela nos gastos. “[...] não reduziu significativamente o consumo. Provavelmente, com alguns reflexos do início do ano, de pagamento de contas”.

O ICF é um indicador antecedente do consumo, que reflete a perspectiva dos consumidores em relação às suas atividades de consumo, sem a utilização de modelos econométricos. A pesquisa foi realizada coletando dados nos últimos dez dias do mês de março/2024, abrangendo a percepção dos consumidores em relação ao cenário econômico atual e suas perspectivas futuras.

Receba as principais notícias do Estado pelo celular. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News no WhatsApp e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias