A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/04/2013 08:41

Ferrovia entre Dourados e Estrela D´Oeste (SP) deverá estar pronta em 2019

Governo federal já definiu traçado da ferrovia que margeará Dourados pela parte Sul, onde se ligará ao futuro corredor ferroviário PR-MS

Carlos Martins
Mapa do traçado entre Estrela D´Oeste (SP) e Dourados (Foto: Divulgação)Mapa do traçado entre Estrela D´Oeste (SP) e Dourados (Foto: Divulgação)

O governo federal já definiu o traçado do primeiro trecho da Estrada de Ferro 267, que ligará Estrela D’Oeste (SP) a Porto Murtinho (MS). O primeiro trecho liga Estrela D’Oeste a Dourados já está com os estudos de engenharia prontos e definidos. A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) começou a colher sugestões sobre o empreendimento.

O estudo, que definiu o traçado da ferrovia, que terá 659 quilômetros de extensão entre Estrela D’Oeste e Dourados, foi elaborado pelo corpo técnico do Ministério dos Transportes, especialmente da Secretaria de Fomento para Ações de Transportes, da Empresa de Planejamento e Logística S.A. e da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.

O traçado escolhido para a ferrovia possui extensão de aproximadamente 659 km (477 entre Panorama e Dourados), atravessando 19 municípios, dos quais 12 em São Paulo e 7 em Mato Grosso do Sul. Em São Paulo, a ferrovia passará pelos municípios de Estrela D’Oeste, Pontalinda, Dirce Reis, Sud Menucci, Pereira Barreto, Ilha Solteira, Itapura, Castilho, Paulicéia, Andradina, Panorama e Santa Mercedes.

Em Mato Grosso do Sul, a ferrovia entrará pelo município de Brasilândia, seguindo por Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Nova Andradina, Angélica e Deodápolis, até chegar a Dourados. Numa segunda etapa a ferrovia parte de Dourados para Porto Murtinho.

A ferrovia passará margeando a cidade de Dourados pela região sul, atravessando os córregos Água Boa e Engano e Curral de Arame. Pelo estudo, deverá encontrar a ferrovia que ligará Maracaju a Cascavel (antiga Ferroeste) na região próxima ao aeroporto.

Ao longo das diretrizes de traçado é necessário transpor outros diversos cursos d’água, sendo que em sua maior parte essas transposições deverão ocorrer por obras de bueiros. Mas será preciso fazer pontes, entre elas sobre os rios Paraná, na divida de MS com PR, Tietê, Aguapeí (em SP), Taquari, Taquaraçu, Pardo, São Bento, Ivinhema e Dourados (em MS).

Audiências - Além de colher sugestões, até as 18h do dia 16 de maio, no seu site, pelo link: http://www.antt.gov.br/index.php/content/view/21180/Tomada_de_Subsidio_n__006_2013.html,  a Superintendência de Infraestrutura e Serviços de Transporte Ferroviário de Cargas da ANTT deve fazer duas audiências públicas, uma em Dourados e outra em Brasília.

O objetivo da ação é submeter os documentos do trabalho aos mecanismos de participação e controle sociais. Nesse processo também surgem os primeiros interessados nas parcerias público-privadas para construção e operação dos trilhos.

Apresentado o projeto ao público e feitas as duas audiências, o governo federal dará início ao processo de licitação da obra, que deverá ocorrer ainda neste ano, com início previsto para 2014. O cronograma prevê a entrada em operação a ferrovia em 2019.

Para o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB), as ferrovias, tanto a Estrela D’Oeste-Dourados como o Corredor Ferroviária PR-MS (antiga Ferroeste) vão dar novo impulso à economia da cidade. “Estamos atentos e empenhados na luta por essa importante infraestrutura, que vai facilitar o escoamento da nossa produção”, afirmou.

O prefeito ressalta ainda que é impossível se pensar em viabilidade de ferrovia na região centro-sul do Estado sem incluir Dourados. “Ao mesmo tempo em que temos os cereais, o álcool e o açúcar e nossos produtos industrializados para despachar, somos uma capital regional, um grande centro de consumo. Milhares e milhares de toneladas de produtos terão como destino Dourados, viabilizando economicamente as duas ferrovias”, assegura.

(Com Assessoria)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions