A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

10/04/2017 11:34

Filas assustam, mas trabalhadores elogiam atendimento ao sacarem FGTS

Priscilla Peres e Elci Holsback
Dezenas de pessoas procuraram agências da Caixa para sacar FGTS. (Foto: André Bittar)Dezenas de pessoas procuraram agências da Caixa para sacar FGTS. (Foto: André Bittar)

As filas quilométricas nas agências da Caixa localizadas no Centro de Campo Grande continuam, mas trabalhadores em busca do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) afirmam que o atendimento é organizado e rápido.

Quem chegou cedo já conseguiu resolver suas demandas, seja conferência de extrato, dúvidas ou o próprio saque. É o caso do jardineiro Jurandir Beraldo, 62, que chegou por volta das 8h com a família e pouco depois das 8h terminou o atendimento.

Mesmo sem o cartão cidadão ele conta que não teve problemas para sacar o benefício de suas contas inativas. Com o dinheiro extra de hoje, ele afirma que vai pagar contas e guardar uma parte em poupança.

O aposentado Benedito Moraes, 67, tem prioridade no atendimento e conta que demorou 20 minutos para consultar se havia saldo a receber em suas contas do FGTS. Ele não conseguiu sacar, mas afirma ter saído satisfeito do local.

Horário - As agências da Caixa abriram às 9h de hoje e atendem ao público até às 16h. Na terça e quarta-feira desta semana, o atendimento também começará duas horas mais cedo, para atender trabalhadores em busca do saque do FGTS.

Neste mês, podem sacar os trabalhadores nascidos em março, abril e maio, conforme calendário pré-estabelecido pela Caixa. A segunda fase de saque deve injetar R$ 146 milhões na economia sul-mato-grossense, segundo a Caixa. Entre os dias 10 e 31 de março, 118 mil trabalhadores sacaram o saldo disponível no Estado.

Como sacar - Valores até R$ 1.500 podem ser sacados no autoatendimento, somente com a senha do Cidadão. Para valores até R$ 3 mil, o saque pode ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha no autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3 mil os saques devem ser feitos nas agências.

De acordo com a MP 763/16, sancionada pelo governo federal, o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015 pode sacar o saldo. É preciso levar documento de identificação e Carteira de Trabalho, ou outro documento que comprove a rescisão do contrato.

Para o caso de dúvidas e consulta de saldo, as informações podem ser acessadas no site da Caixa: www.caixa.gov.br/contasinativas ou ainda pelo telefone 0800 726 2017.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions