A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

08/06/2013 19:27

Fim de semana movimentado com mais de R$200 mi em negócios no feirão de imóveis

Viviane Oliveira e Luciana Brazil
Neste sábado centenas de pessoas procuraram o Feirão de Imóveis. (Foto: João Garrigó)Neste sábado centenas de pessoas procuraram o Feirão de Imóveis. (Foto: João Garrigó)
Neste ano o feirão tem foco voltado para um público de médio a alto padrão. (Foto: João Garrigó)Neste ano o feirão tem foco voltado para um público de médio a alto padrão. (Foto: João Garrigó)

A Caixa Econômica Federal espera financiar 273 milhões para a compra de 3 mil empreendimentos, entre imóveis e terrenos, na 10ª edição do Feirão de Imóveis.

Neste ano os organizadores pretendem superar as vendas em 30% em relação ao ano passado, onde foram movimentados R$ 210 milhões.

São 40 empresas que oferecem terrenos a partir de R$ 35 mil, casas e apartamentos de até R$ 2 milhões. O financiamento, que pode ser feito até 100% do valor do imóvel, tem prazos de até 30 anos para pagar.

De acordo com o gerente regional da construção civil do estado da Caixa Econômica Federal, Ubiratan Rebouças Chaves, o valor do negócio depende da renda do cliente.

“Existem dois sistemas de amortização. No SAC a pessoa começa pagando uma prestação mais alta e o valor das parcelas vão diminuindo no decorrer dos anos. Já no Price, o cliente paga uma prestação mais baixa em um valor fixo até o final do financiamento”, explica.

Ainda conforme Ubiratan, um dos empreendimentos que estão no feirão do Secov (Sindicato de Habitação do Estado) é o prédio Passarela Park Prime de médio e alto padrão, próximo ao Shopping Campo Grande. “São apartamentos de 116 metros e 142 m². Serão três torres com 332 apartamentos no condomínio, que terá piscina coberta climatizadas, SPA e salão de festas”, diz.

Neste ano o feirão, que tem foco voltado para um público de médio a alto padrão, tem apartamento em torno de R$ 690 mil a R$ 900 mil.

Na expectativa dos pais fecharem negócio em um imóvel, a estudante Melrylaine Silva Santos, de 18 anos, aguardava junto com os dois irmãos menores. “Se der certo vai ser a nossa primeira casa própria”, diz confiante a jovem.

Apesar do esforço em mudar o perfil dos compradores, a feira continua com imóveis que fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida e outros com valores que podem ser adquiridos por pessoas de baixa renda.

A pessoa que adquirir o imóvel no feirão pode começar a pagar a primeira parcela em janeiro do ano que vem. A Feira de Imóveis e Oportunidades, que começou quinta-feira (6), vai até amanhã (9) no Centro de Convenções Albano Franco.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions