A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2020

13/02/2020 11:04

Gasolina chega a R$ 4,42, mas álcool ainda não compensa na Capital

Sabe aquela continha básica para os carros com motor flex? O Campo Grande News fez. Confira!

Anahi Zurutuza e Danielle Errobidarte
Posto Sem Limite ainda não reajustou os preços e venda a gasolina mais barata (Foto: Marcos Maluf)Posto Sem Limite ainda não reajustou os preços e venda a gasolina mais barata (Foto: Marcos Maluf)

Depois da gasolina chegar a R$ 4,62 em Campo Grande e recuar depois que o Procon foi para as ruas fiscalizar postos que estavam colocando preço novo em combustível “velho”, o litro está saindo por até R$ 4,42 nesta quarta-feira (13). Apesar da alta, ainda não compensa abastecer com álcool na Capital, porque os estabelecimentos aumentaram o preço da gasolina, mas “congelaram” o do etanol ou porque, mesmo fazendo os reajustes, a diferença entre os valores dos dois é maior que 70%.

Sabe aquela continha básica para os carros com motor flex? Basta dividir o preço do litro do etanol pelo da gasolina. Se o resultado for inferior a 0,7, o derivado da cana-de-açúcar é o melhor para abastecer. O Campo Grande News foi a alguns postos da cidade verificar e em nenhum deles encontrou o litro do álcool que valesse a pena. O álcool mais barato na Capital sai a R$ 3,42 o litro.

Confira na tabela:

Arte: Ricardo GaelArte: Ricardo Gael

Procon – A Superintendência para a Orientação e Defesa do Consumidor considerou ilegal a alta “noite para o dia” e primeiro autuou o Posto do Parque, bandeira Ipiranga, na Avenida Mato Grosso, bairro Carandá Bosque. O estabelecimento tem dez dias para apresentar defesa e a orientação é de que volte a praticar o preço antigo pelo litro da gasolina.

A irregularidade, segundo o superintendente do órgão, Marcelo Salomão, é cobrar preço novo por “gasolina velha”, ou seja, comprada por valor no qual incidia a antiga alíquota do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços).

Mais tarde, outros dois postos foram autuados. Neles, o preço do álcool foi "congelado" enquanto a gasolina teve exponencial.

ICMS mais caro - Com a lei estadual nº 5434, em vigor desde ontem (12), as alíquotas da gasolina subiram de 25% para 30% e do etanol tiveram redução de 25% para 20%. O Governo de Mato Grosso do Sul propôs as mudanças com o objetivo de estimular o consumo de etanol, já que o combustível é produzido no Estado.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions