A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/02/2011 09:43

Governo rescinde convênio com financeiras para empréstimo em folha

Aline dos Santos e Marta Ferreira

O governo do Estado publicou hoje rescisão de 19 convênios que credenciavam instituições financeiras a oferecer empréstimo consignado em folha para servidores públicos estaduais.

Em fevereiro do ano passado, o governador André Puccinelli (PMDB) publicou decreto dando exclusividade do empréstimo pessoal ao Banco do Brasil, que pagou R$ 157 milhões para administra a folha de pagamento dos 63 mil servidores por cinco anos.

O governo deu prazo até ontem para as financeiras efetuarem empréstimos. Porém, neste período, elas só poderiam oferecer empréstimo em 48 parcelas, enquanto o Banco do Brasil manteve os 72 meses para pagamento.

Conforme a SAD (Secretaria Estadual de Administração), foram rescindindo os convênios com a Caixa Econômica Federal, Banco Rural, Banco Cruzeiro do Sul, HSBC Bank Brasil, Banco Panamericano, Banco Daycoval, Banco Cacique, Banco Santander, Banco Finasa BMC, Banco Mercantil do Brasil, Banco BMG, BV Financeira, Banco BGN, Oboé Crédito, Financiamento e Investimento, Cocresul (Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários e Servidores Públicos do Estado de Mato Grosso do Sul), Bancoob (Banco Cooperativo do Brasil), Banco Safra, Banco Intermedium e Paraná Banco.

Caçada – Ontem, as financeiras promoveram uma verdadeira caçada aos servidores estaduais, tentando obter novos contratos antes da vigência do decreto que dá exclusividade ao Banco do Brasil.

Nesta sexta-feira, o sistema E-consig oferece três opções aos servidores: Banco do Brasil, com a menor taxa (1,77%), Grenasp (2%) e Mongeral (2%).

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) manteve a validade do decreto que dá exclusividade ao Banco do Brasil. Recentemente, o Banco Central proibiu esta modalidade de contrato, porém, a regra não altera os acordos já vigentes.

Após crédito restrito ao BB, financeiras fazem reunião
Amanhã (12) haverá uma reunião às 17 horas no Sindicato dos proprietário de financeiras, na rua Rui Barbosa 2327, para discussão da situação dos dono...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


Cadê a Justiça desse País??? Como pode uma pessoa determinar onde um terceiro deve contrair seus emprestimos, afinal de contas quem vai pagar a conta, o Estado ou o funcionário público! Vivemos uma ditadura estadual, empréstimo não tem nada a ver com folha de pagamento, mas mais uma fez uma decisão despótica prejudica milhares de pessoas, parabéns aqueles que votaram nesse projeto de tiranete, não me simpatizo com a esquerda, ideológicamente me alinho com a direira, mas esse cidadão que comanda nosso Estado extrapola em suas decisões, invadindo uma seara que não lhe diz respeito. Como se não fosse suficiente arrochar o salário do funcionário público quer agora prejudicar mais ainda o pobre do trabalhador! " Que país é esse??" Acorda Judiciário!!!!!!!!
 
André Carvalho em 11/02/2011 12:25:46
Quem deve não tem que fazer mais divida mesmo nao.....ta certo nosso governador! quanto ao monopolio do bb tambem sou contra mas é relevante ao fato de o bb ter dado uma grana que direta ou indiretamente benficia nosso povo Sul mato-grossense!
 
daniel gasparin em 11/02/2011 12:18:14
TENHO VERGONHA DE UM ESTADO DESTE UM GOVERNO COMO ESTE QUE MANIPULA O PAGAMENTO DE SEUS FUNCIONARIOS ,SERÁ QUE ELE TA PENSANDO DE DESEMPREGO QUE VAI CAUSAR A TANTOS PAIS DE FAMILIA .QUE DEUS TE ILUMINE GOVERNADOR
 
marinalva rodrigues pereira da silveira em 11/02/2011 11:12:08
Sevidores Públicos com restrições no SPC ou Serrasa, não podem fazer empréstimo consignado no BB, pois o banco veda esses servidores que são muitos, será q vamos continuar refém do Banco do Brasil? abaixo o Monopólio do BB...
 
Marcelo Gomes em 11/02/2011 10:46:35

e agora, o cidadão que tem problemas com o BB., podera fazer emprestimo consignado com o banco?. , mesmo sendo o estado seu avalista, por sera debitado na sua folha de pagamento,naõ tem de onde o banco pensar em inadinplencia do funcionario publico.
porque até dias atras não podia, vamos vert.;
 
jurandir nobre leal em 11/02/2011 10:06:34
OBRIGADO SR. GOVERNADOOOOOOOOR
 
mario silva em 11/02/2011 03:17:40
Parabéns a todos que pensando no crescimento de nosso estado mostram o quanto fizemos valer a intençao de nossos votos . E aos trabalhadores, corretores, financeiras que dependiam deste trabalho para se sustentar; um so lamento. (sou um dos que serei prejudicado).
Mas me orgulho em dizer que meu voto ele nao teve.
 
Erik antonio ferreira rodrigues em 11/02/2011 01:36:04
A que ponto a maldade e falta de escrupulo influenciam determinadas pessoas, ainda mais quando ( infelizmente) estas pessoas determinam a escolha e situação de muitos outros. O mundo caminha para o final , regido pela dificuldade, egoismo, vaidade,competição cada vez mais crescente, onde o pior ou o melhor manifesta-se nas pessoas. Neste caso estamos, como muitas outras vezes, vendo o pior.
 
carlos gomes em 11/02/2011 01:22:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions