A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Junho de 2018

04/10/2010 11:05

Greve dos bancários entra no 6º dia ainda sem negociação

Redação

Entrou hoje no sexto dia a greve dos bancários, sem sinal de negociação. A previsão do comando do movimento, segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região, José Aparecido Clementino Pereira, é fazer uma reunião hoje para definir os rumos.

A reunião será em São Paulo, às 17h. Enquanto isso, quem procura os serviços bancários encontra portas fechadas em Campo Grande.

A universitária Mayara Prado Leal, de 23 anos, foi hoje até uma agência do Banco do Brasil para pagar um boleto e não conseguiu. Ela disse que a conta já estava vencida e por isso não conseguiria fazer o pagamento no caixa eletrônico.

A estudante foi orientada a procurar um correspondente bancário, mas temia não ter sucesso. Ela disse que em outras oportunidades já tentou e não conseguiu fazer o pagamento dessa forma.

"Vai ficar ruim para os clientes que precisam do banco. Pago sempre nesta data, o que vou fazer? Vai ter juros", afirmou.

O autônomo Alcides Alves da Silva, 42 anos, e a esposa Joselaine Souza, de 21 anos, perderam a viagem. Eles foram até uma agência do banco Itaú fazer um depósito para cobrir débitos na conta e não puderam porque esqueçaram o cartão, impedindo a operação no caixa eletrônico.

Sem o cartão, teriam de usar o atendimento pessoal, que não está sendo feito por causa da paralisação dos bancários. "A greve é justa, desde que não prejudique clientes. A tendência é de prejudicar mais. Tem determinadas operações que exigem atendimewnto bancário", argumentou Alcides.

Servidor público aposentado, Armando Gonçalves, de 70 anos, afirmou que, mesmo tendo algum prejuízo, entende o movimento grevista. Ele teve de ir a dois bancos pagar um boleto, mas disse que considera a greve o único instrumento que o trabalhador tem para conseguir condições melhores de trabalho. "A greve é a única força que o trabalhador tem e é um direito que deve ser preservado", opinou.

O Sindicato dos Bancários ainda não tem o levantamento de hoje sobre a adesão à greve. Na semana passada, eles divulgaram que mais de que bancários de 69 das 101 agências da região coberta pela entidade aderiram à paralisação.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions