A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/01/2016 10:52

Grupo Enzo oficializa compra da Citroën e planeja novas unidades

Renata Volpe Haddad
Carros da Peugeot já podem ser vistos na concessionária Citroën. (Foto: Gerson Walber)Carros da Peugeot já podem ser vistos na concessionária Citroën. (Foto: Gerson Walber)

O Grupo Enzo comprou mais duas bandeiras sendo a Nissan e a mais recente consolidada em janeiro deste ano, a Citroën. Agora, são mais de 15 concessionárias e 17 marcas em Campo Grande, entre Fiat, Chevrolet, Jeep, Land Rover, Mercedes Benz, Toyota, Pegeuot, Harley Davison, Jaguar, Dodge, Chrysler, Ram, Volare e Agrale.

Além das concessionárias em Mato Grosso do Sul, existem uma da Toyota em Presidente Prudente e a Rota 65 Harley Davison, em Cuiabá. Conforme explica o diretor de Inteligência Competitiva e Marketing do Grupo Enzo, Sanchae Camatti, são mais concessionárias do que marcas. "Além dessas em outras cidades, temos duas concessionárias da Fiat em Campo Grande e empregamos atualmente mil funcionários", explica.

Com 32 anos de existência, o grupo empresarial é o maior do Estado e um dos maiores do país e compreende também corretora de seguros, empresa que atua com despachante, emplacamento e uma empresa especializada em funilaria e pintura.

Segundo Sanchae, a negociação com a Citroën ocorre desde o ano passado, por orientação da PSA mundial. "A PSA é a união da duas bandeiras que é a Peugeot e a Citroën, com projeto que chama Sistema Y, onde se comercializa as duas marcas e convergem para um único canal de pós vendas, ou seja, a parte de manutenção, oficinas, peças, atendimentos de pós venda ao cliente é o mesmo", alega.

O diretor explica que a união das duas bandeiras já ocorreu na França, país de origem das marcas, e por um motivo de diminuição de custos, já que há um nível alto de peças idênticas da Peugeot e Citroën.

Para os clientes da Peugeot, o que muda é apenas o endereço da concessionária Monet, que será transferida ao longo deste ano, para a Motor3 France, localizada na rua Joaquim Murtinho. "Já temos alguns carros no pátio de onde é a Citroën e o que mudou foi apenas a administração e estamos unindo duas operações, não diminuindo o volume de trabalho, sendo que os funcionários não serão demitidos", afirma.

Grupo Enzo compra Citroën e une marca com Peugeot. (Foto: Gerson Walber)Grupo Enzo compra Citroën e une marca com Peugeot. (Foto: Gerson Walber)

Crise - Conforme o diretor, ninguém do segmento automotivo estava preparado para a queda nas vendas em 2015. "Fábricas estavam com os pátios lotados de automóveis, o que significa que eles estavam produzindo sem imaginar que as vendas cairiam tanto", explica.

Sanchae lembra que a partir do segundo semestre de 2015, os consumidores começaram a ficar cautelosos. "Nos antecipamos imaginando o que poderia acontecer e começamos a nos prevenir, ajustando estoques, fazendo ajuste de custo e investimentos e sem que isso chegasse a demissão de pessoas, o que não aconteceu. A nossa maior preocupação era não deixar de ser competitivo, pois o cliente não deixa de comprar, mas de uma maneira mais cautelosa", comenta.

Sobre o fechamento de 2015, o diretor afirma que houve queda no mercado inteiro e em Campo Grande, o número de emplacamentos caiu de 2,5 mil para 1,5 mil veículos emplacados. "Ajustamos a operação para ficarmos competitivos para abaixar um pouco os custos, sendo que as fábricas começaram a trabalhar com alguns bônus e ofertas. ", informa.

2016 – Sanchae explica que o segmento automotivo é o que mais segue com a economia. "Na virado do ano, vemos que as fábricas que tem influência do dólar estão aplicando aumentos de até 20%, as montadoras nacionais também estão aumentando os preços, porém elas estavam diluindo isso mês a mês e outras seguraram o que puderam, mas tiveram que aumentar os preços", diz.

Para este ano, o Grupo Enzo fez um estudo de mercado e fechou o orçamento de 2016 preparado para o tamanho do mercado atual. "O segmento automotivo do Brasil inteiro se adequou ao novo tamanho de mercado. Adquirimos a Nissan, Chevrolet, a Citroën e agora neste ano temos muitos planos, por sermos um grupo sólido e estruturado", finaliza.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions