A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

19/11/2015 12:11

Justiça aceita recuperação judicial de usina com dívida de R$ 700 milhões

Priscilla Peres
Empresas têm capacidade para moer 4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.(Foto: Unialco)Empresas têm capacidade para moer 4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.(Foto: Unialco)

Com dívida que soma mais de R$ 700 milhões, a Justiça aceitou o pedido de recuperação judicial da usina de álcool Unialco, que tem unidades em Mato Grosso do Sul e São Paulo. A decisão foi do titular da Vara Cível de Guararapes (SP), juiz Mateus Moreira Siketo.

Apesar do pedido de recuperação judicial a unidade de Aparecida do Taboado atua normalmente. Junto com São Paulo, as usinas têm capacidade para moer 4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

Segundo reportagem do Valor Econômico, a empresa tenta há anos acordo com seus credores e em uma das tratativas, chegou a propor destinar 100% dos recursos oriundos da venda das usinas para quitar o endividamento.

Na decisão favorável ao pedido de recuperação judicial, o juiz nomeou a R4C Assessoria Empresarial como a administradora da dívida da empresa.

No balanço do primeiro trimestre deste ano, a Unialco informou dívida bancária de R$ 641 milhões. Entre os principais credores da época, estavam Santander, ItaúBBA, Bradesco, Natixis e HSBC Nordbank.

A Alcoovale em Aparecida do Taboado foi construída em 1981 como destilaria autônoma de produção de álcool etílico extraído da biomassa de cana-de-açúcar. Em 2000 foi adquirida pelo grupo agroindustrial sucroalcooleiro capitaneado pela Unialco S/A.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions