A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

07/05/2018 18:15

Marca retirou do mercado azeites reprovados em fiscalização

"Hoje não há sequer um desse item em mercados e varejistas do país”, pontuou a empresa.

Adriano Fernandes

A Natural Alimentos, responsável pela marca Lisboa, esclareceu que por iniciativa própria, há mais de um ano e seis meses, retirou do mercado todas linha de azeites reprovados durante fiscalização do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

“Dessa forma, hoje não há sequer um desse item em mercados e varejistas do país”, pontuou a empresa. A representante foi listada em matéria do Campo Grande News, sobre marcas que mesmo reprovadas, continuavam sendo vendidas em varejistas da Capital.

Nos cinco estabelecimentos pesquisados pela reportagem foram localizadas as marcas Conde de Torres, Rioliva, Figueira da Foz, Dom Cabral, Faisão Real, Casablanca e Santa Isabel.

A Natural ainda se posicionou, em nota que “parou de produzir e de comercializar os produtos por distorções identificadas pela própria Natural Alimentos acerca da qualidade nos produtos importados”.

“Na época, a empresa teve que demitir metade de seus colaboradores e de lá para cá, trabalha arduamente para fortalecer a marca com outros produtos. Atualmente são envasados pela Natural Alimentos óleos mistos e temperos a base de azeite de oliva saborizados, adequados à legislação brasileira e, portanto, com produtos de qualidade e procedência autênticas”, conclui a nota.

Sete marcas de azeite reprovadas em fiscalização são vendidas na Capital
Ao menos sete marcas de azeite, reprovadas durante fiscalização do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), continuam a venda em s...
Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions