A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

09/01/2009 08:19

Mega-liquidação faz loja amanhecer lotada na Capital

Redação

Lojas de eletro-eletrônicos dão início à queima de estoque que se estenderá à liquidação de roupas e calçados. O Magazine Luiza e o Ponto Certo, por exemplo, oferecem descontos de até 70%. A grande diferença é que a primeira aglomera fila desde às 9 horas de quarta-feira (07/01) enquanto a concorrente registra movimento tímido. Já as promoções, são bastante semelhantes. O consumidor que pesquisar e "brigar" por preço, pode fechar bons negócios.

José da Costa e a filha Jéssica da Costa foram à mega-liquidação do Magazine Luiza da Rua 14 de Julho, no Centro de Campo Grande. Depois de terem reservado a geladeira que esperavam na loja, caminharam alguns passos e foram ao concorrente, que fica ao lado, para baixar preço.

O eletrodoméstico que estava R$ 2.399,00 no Magazine Luiza era anunciado a R$ 2.490,00 no Ponto Certo, que cobriu a oferta e os clientes não foram obrigados a enfrentar mais uma fila no caixa.

O gerente do Ponto Certo, Edson do Nascimento, explica que hoje "vai no vácuo da concorrência". A mega-liquidação começou ontem, timidamente, mas hoje pela manhã, setores da loja estavam vazios porque parte do estoque já foi vendido.

Nascimento revela que o primeiro dia de promoção foi um sucesso e garante que a loja deverá cobrir as ofertas do vizinho. Nas duas lojas, as panelas de pressão de 4,5 litros custavam R$ 29,00 e foram liquidadas a R$ 9,00.

A professora Lucimar Ajala Lobo foi a primeira da fila do Magazine Luiza. Ela está desde às 9 horas de quarta-feira com as duas filhas na fila.

Lucimar foi recebida com aplausos pela equipe da loja e a primeira aquisição foi a panela de pressão, posicionada em local estratégico no meio da loja. A professora espera que os preços compensem o esforço de quase 48 horas na fila. O objetivo era comprar uma lavadora de roupas, um fogão com dois fornos, três colchões e "uma geladeira moderna".

Já as meninas, de 12 e 15 anos, foram à loja para escolher os presentes que gostariam de levar embora. Para a professora, a crise não comprometeu as compras principalmente porque já havia se programado durante todo ano passado.

A contadora Rita dos Santos reuniu mais sete pessoas da família para mobiliar a casa da mãe, Tereza Ribeiro Marins. "Veio gente até de Aquidauana", completa.

Rita revela que terminou a obra na residência da mãe e que agora faltam os móveis novos. "Queremos comprar fogão, geladeira, três TVs de 29 polegadas, sofá, estante e tudo mais que estiver barato", destaca. Eles conseguiram levar todos os aparelhos de televisão, que baixou de R$ 699,00 para R$ 499,00.

Vestuário

Empresas têm até 20 de dezembro para optar pela antecipação do eSocial
Empresas podem optar pela antecipação da implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSoci...
Prazo para regularizar débitos com fisco estadual vence na sexta-feira
Contribuintes que possuem débitos com o fisco estadual têm até sexta-feira (15) para aderirem ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) de Mato Gross...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions