A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

18/10/2019 13:32

MS sobe 2 posições no Ranking da Competitividade e é 2º em crescimento

MS ficou apenas atrás de Alagoas no cenário das 27 unidades federativas

Marta Ferreira
O governador de Alagoas, José Renan Calheiros  Primeiro e segundo lugar em crescimento, MS e Alagoas apresentaram índices positivos em Segurança Pública, Sustentabilidade Social, Educação e Capital Humano e Solidez FiscalO governador de Alagoas, José Renan Calheiros Primeiro e segundo lugar em crescimento, MS e Alagoas apresentaram índices positivos em Segurança Pública, Sustentabilidade Social, Educação e Capital Humano e Solidez Fiscal

Finalista no Prêmio Excelência em Competitividade 2019, Mato Grosso do Sul subiu duas posições no Ranking de Competitividade dos Estados, além de consolidar-se como o segundo estado mais competitivo do Brasil. O Estado ficou atrás apenas de Alagoas, na categoria “Destaque Crescimento” que avalia melhorias nos quesitos da Segurança Pública, Sustentabilidade Social, Educação e Capital Humano e Solidez Fiscal, entre as 27 unidades federativas.
“Não é ganho do Governo, do governador, é o ganho da sociedade. Falar que moramos no quinto Estado mais competitivo do País é um ganho para todos nós, é não é pouca coisa, é muita coisa você crescer, de um ano para o outro, duas posições, o ranking é muito complexo”, comentou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Azambuja destacou o avanço obtido no quesito segurança: “Todos os indicadores de violência diminuíram em Mato Grosso do Sul, isso é fruto de um grande trabalho que vem sendo feito e agora queremos trabalhar mais ainda, colocar mais policiais nas ruas, mais presença de uma inteligência policial para a gente enfrentar a criminalidade, o crime organizado”.

Na leitura do chefe do Executivo estadual, para que MS atingir esse nível de competitividade, foi preciso ter coragem de tomar “medidas duras, amargas e impopulares”, Citou entre elas a redução no número de secretarias, cortes nos gastos e a reforma da previdência. Ações que, conforme Azambuja, permitiram que Mato Grosso do Sul consiga manter os investimentos para a melhoria da qualidade de vida da população e garantir o pagamento de salário dos servidores em dia.

“Mato Grosso do Sul vem se utilizando há um tempo os indicadores da CLP na nossa área de gestão estratégica para monitorar as ações políticas do Estado. E o grande ganho é ser o 5º Estado mais competitivo no cenário nacional, é importante destacar que esta posição tem um conceito de competitividade bastante grande porque inclui gestão pública e ambiente de negócio”, analisa o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

Verruck afirma que essa colocação é resultado da política extremamente consistente do Governo Estadual, além da atração de investimento, sustentabilidade e solidez fiscal. “A eficiência da gestão da máquina pública e todo este leque de ações lideradas pelo governador Reinaldo Azambuja”, concluiu.

O secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa.O secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa.

No discurso, o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa, destacou o desempenho sul-mato-grossense no ranking. “Quero destacar os cinco primeiros colocados no ranking. Coloquei o quinto também, pois os quatro primeiros (SP, SC, DF e PR) já estavam lá, mas o Mato Grosso do Sul avançou duas posições e fazer isso quando já se está no ‘top ten’ é muito difícil”, comentou em seu discurso.

O governador José Renan Vasconcelos Calheiros Filho (MDB) disse que disputar com Mato Grosso do Sul tornou mais importante a premiação. “Sou amigo pessoal do governador Reinaldo e admirador do trabalho de gestão dele”, finalizou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions