A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

11/03/2010 11:24

Na Capital, preço de alimentos registra alta em março

Redação

O IPC/CG (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande) teve alta de 0,52% na primeira semana de março. A alta foi puxada pelo preço dos alimentos, que registrou elevação média de 2,48%. O tomate foi o campeão de aumento: 55,35%.

"Ao compararmos as variações da primeira semana de março com a primeira semana de fevereiro, notamos uma forte alta nos preços do grupo alimentação", salienta o coordenador do Nepes (Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais), professor Celso Correia. O Nepes é vinculado à Universidade Anhanguera-Uniderp e responsável pelo cálculo mensal do IPC/CG.

Além do tomate, o setor de hortifruti registrou as maiores altas nos seguintes alimentos: melancia (39,92%), repolho (28,50%), pimentão (25,90%), uva (21,84%), limão (19,59%) e mamão (19,04%).

No subgrupo de carnes, houve aumento no preço do acém, paleta, coxão-mole, alcatra e patinho. Os maiores índices foram registrados no preço do acém (6,91%) e da paleta (6,26%). O frango congelado e os miúdos também subiram em 1,19% e 5,82%, respectivamente. Entre os cortes de carne suína, a bisteca aumentou 2,55%.

"Outros dois grupos apresentaram variações, porém negativas. O grupo Habitação registrou índice de -0,16% e o grupo Despesas Pessoais, -0,54%. Influenciando muito pouco na composição do IPC nesta primeira semana de março", enfatiza o pesquisador do Nepes, professor José Francisco dos Reis Neto.

Dólar sobe 1% e fecha quinta-feira cotado acima dos R$ 3,70
O dólar fechou a quinta-feira (18) cotado acima dos R$ 3,70. A moeda subiu 1,16%, atingindo R$ 3,7250. O Índice Bovespa (Bolsa de Valores de São Paul...
Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions