ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Economia

Órgãos do consumidor montam força-tarefa da Black Friday

Unidade móvel estará disponível na quinta e sexta-feira para reclamações no Centro da Capital

Por Gabriel Neris e Ana Oshiro | 23/11/2020 11:31
Loja faz desconto de até 70% durante a black friday do ano passado (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)
Loja faz desconto de até 70% durante a black friday do ano passado (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)

Procon-MS e Procon Municipal farão ação conjunta para atender consumidores que se sentirem lesados durante a black friday, marcada para esta semana. Unidade móvel do órgão estadual estará disponível no Centro da Capital, enquanto fiscais acompanham de perto a atuação dos estabelecimentos.

De acordo com o superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão, os dois órgãos de defesa do consumidor se uniram para melhor atender a população neste ano. A unidade móvel ficará disponível na Rua Barão do Rio Branco, entre a Calógeras e a 14 de Julho. Segundo ele, hoje será definido se a unidade começa a atender na quarta ou quinta-feira.

“Vamos colocar o povo [fiscais] para andar na rua, orientar, a mesma coisa que foi feita ano passado. Teremos uma base de recolhimento de reclamações e a máxima circulação possível no Centro”, diz. A unidade móvel ficará disponível até sexta-feira.

De forma paralela, fiscais continuarão atendendo na sede do órgão para reclamações de compras feitas pela internet.

Os órgãos de defesa ao consumidor orientam os consumidores para que sempre pesquisem os valores dos itens que pretendem comprar, e compará-los com os de oferta para que não caiam em armadilhas.

Outra dica em relação as negociações virtuais é avaliar se o valor do preço não inclui o do frete, que em alguns casos é superior ao preço do próprio produto. Os consumidores também precisam ficar atentos se os sites de compras são confiáveis.

No ano passado o balanço do Procon-MS somou 800 procedimentos realizados durante a black friday, sendo 530 orientações, 263 atendimentos, cinco fiscalizações e somente duas autuações.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário