A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/02/2012 10:42

Em Três Lagoas, novo estilo de vida tem aluguel de quitinete por R$ 750

Aline dos Santos

Mais barato do que a estadia em hotéis, a locação de casas fez disparar os preços no setor imobiliário

Viver em Três Lagoas está ficando mais caro à medida em que  cidade cresce. (Foto: Marcelo Victor)Viver em Três Lagoas está ficando mais caro à medida em que cidade cresce. (Foto: Marcelo Victor)

Na entrada de Três Lagoas, uma faixa oferecendo apartamentos mobiliados retrata que a vinda de grandes fábricas trouxe um novo e caro estilo de vida.

Mais barato do que a estadia em hotéis, a locação de casas fez disparar os preços no setor imobiliário. “Deu um salto extremamente grande, até irreal. Uma questão de oferta e procura”, afirma a prefeita Márcia Moura (PMDB).

O corretor Diego Souza conta que não se aluga quitinete por menos de R$ 750 mensais. “E é uma dificuldade para encontrar. De praxe, quando o inquilino vai sair do imóvel tem um prazo de três dias, mas o novo morador nem quer esperar. Tem que ter jogo de cintura”, relata.

A vinda dos funcionários das empresas fez com que o setor adotasse o novo hábito de locar imóveis já com a mobília. A comodidade pesa no bolso. “O aluguel de um apartamento de 50 metros quadrados e mobiliado sai por R$ 1.200 mensais. Isso por dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Aqui não tinha essa cultura, mas foi crescendo a procura por imóveis com mobília”, explica.

Já o aluguel de um imóvel com quatro dormitórios chega a R$ 6 mil por mês. Pela cidade, espalham-se anúncios de loteamentos e construção de residenciais. De acordo com a prefeita, o poder público se esforça para dar conta da nova demanda por imóveis.

Endereço de indústrias como Fibria, International Paper e Sitrel, Três Lagoas vive o desafio de ter infraestrutura para atender os novos moradores.

Segundo a prefeita, o total de ruas asfaltadas pulou de 16% para 60%. “Foram investidos mais de R$ 4 milhões em asfalto”, afirma Marcia Moura. Na área de saúde, a Sitrel e a Petrobras, que inaugurará uma fábrica de fertilizantes em 2014, vão construir novos dois postos de saúde.

Voar – O município também precisa decolar na área de aviação. O aeroporto de Três Lagoas recebeu investimento de R$ 7 milhões e deve ser concluído em julho.

A prefeita está a procura de empresas de aviação aérea para operar linhas no terminal. “Visitei a Gol, Tam, Trip em São Paulo”, relata.

O município de 96 anos entrou na década de 2000 com 79 mil habitantes. Agora,conforme o IBGE, a população chega a 103 mil pessoas.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


Boa noite. Moro em Minas e estou indo para Três Lagoas. Por gentileza, vocês me forneceriam o contato para alugar kit net? Obrigada
 
Adriana Pinheiro em 16/06/2013 17:48:12
Oportuna a matéria mostrar o custo de vida no interior de Mato Grosso do Sul. Estou em Ponta Porã há um mês e ainda não consegui alugar casa/apto. Os preços aqui também giram em torno de R$1.000,00 um apto de dois quartos, sem elevador e antigo. Os kits também custam R$ 700,00 sem vaga na garagem e sem móveis. O problema de Ponta Porã são os estudantes de medicina do PY que inflacionam os imóveis.
 
Priscila Guimarães em 02/02/2012 10:45:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions