ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 21º

Economia

Preço da cesta básica sobe e já custa 100 horas de trabalho na Capital

Pesquisa identificou salto de R$ 19,66 no valor do conjunto de alimentos, em relação ao mês anterior

Por Jones Mário | 06/07/2020 13:18
Preço da banana teve aumento de 14,2% em junho, apontou o Dieese (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Preço da banana teve aumento de 14,2% em junho, apontou o Dieese (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Orçada em R$ 475,01, a cesta básica em Campo Grande foi a nona mais cara entre as 17 capitais brasileiras pesquisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), em junho. O conjunto de alimentos ficou 4,32% mais caro (ou R$ 19,66) em relação a maio - segundo maior aumento percentual do País, atrás apenas de Aracaju, no Sergipe, com 4,97%.

Conforme divulgou o Dieese, a jornada de trabalho necessária para comprar a cesta básica na Capital foi de 100 horas em junho, ou o equivalente a 49,14% do salário mínimo vigente, de R$ 1.045. O salto em relação ao mês anterior é de 4 horas e 8 minutos.

O feijão carioquinha foi o item da cesta que mais saltou de preço, de R$ 6,08 em maio para R$ 9,70 em junho - majoração de 59,53%.

Em levantamento à distância (por telefone, e-mail, consultas na internet e em aplicativos de entrega) devido à pandemia de novo coronavírus, o Dieese identificou aumentos também nos preços de banana (14,21%), arroz (13,82%), leite integral (11,10%), óleo de soja (11,05%), farinha de trigo (5,78%), carne bovina de primeira (3,25%), manteiga (2,31%) e café (1,54%).

Na contramão, ficaram mais baratos na Capital em relação a maio os preços de tomate (-25,24%), batata (-23,54%), açúcar (-6,06%) e pão francês (-1,77%).

No acumulado do ano, o conjunto básico de alimentos está 5,54% mais caro - muito acima da inflação calculada pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), de 0,10% entre janeiro e maio. Nos últimos 12 meses, a majoração nos preços é de 10,9%.

A cesta de maior valor no País em junho foi a de São Paulo (SP), de R$ 547,03. A de menor preço foi identificada em Salvador (BA), de R$ 419,18.