A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

12/07/2012 09:48

Fiems considera redução dos juros estratégica para enfrentar crise

Gabriel Neris

A taxa básica juros, que já era a mais baixa da história em 8,5%, será de 8% ao ano a partir de hoje, valendo pelos próximos 45 dias.

Sérgio Longen considera redução dos juros estratégica para enfrentar crise (Foto: Divulgação)Sérgio Longen considera redução dos juros estratégica para enfrentar crise (Foto: Divulgação)

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, considera a redução em meio ponto percentual no índice da taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia) como suporte à atividade industrial no enfrentamento da crise financeira internacional.

A taxa básica juros, que já era a mais baixa da história em 8,5%, será de 8% ao ano a partir de hoje, valendo pelos próximos 45 dias.

“Essa decisão, somada ao oferecimento de mais crédito, à manutenção do dólar em patamares adequados e ao aumento das exportações, é um estímulo para que os empresários continuem investindo e resistindo”, avalia Longen.

O presidente da Fiems diz que nas últimas décadas a atividade industrial experimentou uma quase ausência do comprometimento do Governo Federal com o seu potencial para impulsionar a economia do país, via geração de novas e boas oportunidades, mais empregos e melhores salários.

“É relevante assistir a presidente Dilma Rousseff mobilizar esforços para construir uma agenda positiva para a indústria. Este, sem dúvida, é um avanço considerável, pois resgata e, talvez mais do que isso, cristaliza o compromisso do Governo Federal com a nossa atividade e tudo o que pode

produzir para melhorar a vida das pessoas”, declarou.

O presidente da Fiems acrescenta que o diálogo entre as lideranças do setor industrial e a presidente Dilma consolidará um cenário com juros baixos, desoneração da folha de pagamento, redução de impostos, e mais acesso a linhas de crédito e ampliação da oferta de vagas para educação profissional.

“É, sem dúvida, uma realidade bem mais adequada a um país que pretende ser uma das maiores economias do mundo. Ações que influenciam decisões e provocam mudanças simbolizam uma nova relação com o setor produtivo deste país”, pontuou.

Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions