ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 

Economia

Procon apura denúncias de aumento abusivo de preços de produtos

Com fiscalização, foram reduzidos preços de alguns produtos como arroz, feijão e cartela de ovos

Por Leonardo Rocha | 25/03/2020 08:25
Fiscalização do Procon em supermercado da Capital (Foto: Divulgação - Procon)
Fiscalização do Procon em supermercado da Capital (Foto: Divulgação - Procon)

O Procon-MS (Superintendência para Orientações e Defesa do Consumidor) está fiscalizando supermercados em relação ao aumento de preços durante a pandemia e nos casos que encontra valores acima da realidade, orienta os locais a reduzir (preço), para evitar providências do órgão.

Além da fiscalização de produtos voltados à saúde, também existe um foco em garantir que não seja cobrado preços acima do valor de mercado no comércio de alimentos, que estão funcionando, e não foram atingidos pelos decretos estaduais e municipais.

Em fiscalização em cinco estabelecimentos da Capital, foram encontrados preços altos de produtos e após orientação, os gerentes das unidades reduziram o valor. Entre as lojas visitadas estava o Comper, Atacadão e Assaí.

Segundo o Procon, na visita ao Assaí, que fica na Avenida Consul Assaf Trad, foram reduzidos preços em relação a cartela de ovos, que diminuiu de R$ 16,90 para R$ 14,90, assim como do trigo, que caiu de R$ 2,39 para R$ 2,29. Após orientação, feijão e arroz também tiveram mudanças (preços), com o primeiro passando de R$ 6,49 a R$ 5,39 e o segundo (arroz) de R$ 12,25 para R$ 11,99.

Já na unidade do Atacadão, na saída para Cuiabá, também foi reduzido preços da cartela de ovos, de R$ 14,95 para R$ 12,90. Nas fiscalização feita pelo órgão, as duas unidades verificadas pelo Comper não foi encontrado preços acima do mercado. Outro cuidado foi de orientar os estabelecimento a manter a distância segura (1 metro e meio) entre os clientes, para evitar contágio do novo coronavírus.