ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 33º

Economia

Produtores de MS e de outros três estados recebem R$ 230 milhões de cooperativa

O montante é referente as “sobras” de cada exercício concluído da cooperativa localizada no Paraná

Por Izabela Cavalcanti | 10/12/2023 11:08
Processamento de soja em indústria da cooperativa Coamo (Foto: Divulgação/Coamo)
Processamento de soja em indústria da cooperativa Coamo (Foto: Divulgação/Coamo)

Produtores rurais de Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina vão receber o total de R$ 230 milhões. O montante, que começou a ser distribuído na última terça-feira (5), é referente as “sobras” de cada exercício da Coamo (Agroindustrial Cooperativa), instalada no Paraná, e é chamado de 13° do cooperado.

A cooperativa tem 114 unidades que atendem os cooperados, localizadas em 74 municípios dos três estados.  Em Mato Grosso do Sul, as unidades são encontradas em 12 municípios: Amambai, Aral Moreira, Bandeirantes, Sidrolândia, Dourados, Caarapó, Itaporã, Laguna Carapã, Maracaju, Ponta Porã, Rio Brilhante e São Gabriel do Oeste.

Se o valor for dividido igualmente, seria R$ 3,1 milhões para produtores de cada município. A antecipação está sendo paga conforme a comercialização de soja, trigo, milho e insumos de cada associado. São antecipados R$ 0,75 para a soja; R$ 0,25 para o milho; R$ 0,25 para o trigo e 1,60% para os insumos que foram retirados até 25 de novembro.

Já o restante das sobras será distribuído aos 31 mil cooperados após a realização da AGO (Assembleia Geral Ordinária), em fevereiro de 2024.

De acordo com o presidente do Conselho de Administração da Coamo, José Aroldo Gallassini, o repasse só é possível devido aos bons resultados da participação dos cooperados e da diretoria.

“Comemoramos novamente esses bons resultados, fruto da participação efetiva dos cooperados e da boa administração da diretoria. Neste ano que estamos prestes a encerrar, mais uma vez, o balanço é positivo e apresenta bons números, os quais são bem recebidos pelos associados”, pontuou.

Ainda segundo Gallassini, a ação é realizada desde 1970, desde que foi fundada a cooperativa. “Fazemos questão de transferir o que é dos cooperados para eles que são os donos da cooperativa e recebem parte do lucro, que no cooperativismo é chamado de Sobras.  Quanto mais participar, mais forte ele fica e mais forte fica a cooperativa”, destacou.

Capacidade – A capacidade de processamento de soja em Dourados é de 3.000 toneladas por dia; o refino de óleo de soja é de 720 toneladas ao dia; e envase de óleo de soja pet é de 54.000 caixas por dia.

A extensão territorial da Coamo é de 4 milhões de hectares e sua capacidade global de armazenagem é superior a 7 milhões de toneladas. A soja é o principal produto recebido, seguida pelo milho, trigo, café e outros.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias