ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Produtores rurais de MS dão calote de R$ 500 milhões

Conforme Boletim Agro da Serasa Experian, a taxa de inadimplência no Estado chega a 6,8%

Por Izabela Cavalcanti | 07/12/2023 11:57
Máquina colhendo soja em propriedade rural (Foto: Saul Schramm)
Máquina colhendo soja em propriedade rural (Foto: Saul Schramm)

Produtores rurais de Mato Grosso do Sul somam R$ 500,7 milhões em dívidas, conforme mostra o Boletim Agro da Serasa Experian, referente ao terceiro trimestre. O montante é atribuído a 12,6 mil negativações de 7 mil pessoas. O débito médio por CPF é de R$ 71,5 mil.

Com isso, a taxa de inadimplência em Mato Grosso do Sul chega a 6,8%. Produtores sem registro de cadastro rural são os que mais têm dívidas (11,6%); grandes empresários (6,9%); pequeno proprietário (6%) e médio (5,2%).

Se comparar aos outros estados, o Amapá registrou a maior taxa de inadimplência (18%); seguido por Tocantins (12,2%); e Amazonas (11,4%). Já o Rio Grande do Sul (4,1%) registrou a menor taxa de inadimplência, seguido por Santa Catarina (4,9%) e Paraná (5,3%).

No Centro-Oeste são 133 mil negativações; 65 mil negativados; e R$ 5,1 bilhões em dívidas. Deste total, o ticket médio é de R$ 38,5 mil por dívida; e R$ 78,3 mil por CPF.

No Brasil, foram incluídas cerca de 3,1 milhões de novas negativações por dívidas vencidas, totalizando um montante de R$ 26,6 bilhões.

Contratos de crédito – No terceiro trimestre, o Brasil registrou 343,4 mil novos contratos de crédito rural e agroindustrial, totalizando R$ 64,6 milhões. No Centro-Oeste são 30 mil contratos de R$ 18 bilhões, também no mesmo período.

Em Mato Grosso do Sul são 7 mil contratos de R$ 4 milhões; CPF com contrato, 4,7 mil; e contratos por CPF (1,51). O ticket médio por contrato é de R$ 579,8 mil; e o ticket médio por CPF é de R$ 874,4 mil.

Entre os estados, Mato Grosso registrou o maior ticket médio de contratos de crédito rural e agroindustrial por CPF (R$ 999 mil), assim como o maior ticket médio por contrato (R$ 750,7 mil). Já Mato Grosso do Sul registrou a maior média de contratos por CPF.

População agro – O Boletim Agro analisa informações de 9,5 milhões de pessoas físicas relacionadas ao setor agropecuário, chamado de “população agro”. Somente em Mato Grosso do Sul, a população sem registro de cadastro rural é de 11,8%; pequeno proprietário (57,1%); médio proprietário (10,9%); grande proprietário (20,2%).

A idade média da população agro do Brasil é 56 anos. A pesquisa mostra que 60% da população agro brasileira está na faixa de idade entre 40 e 69 anos; 20% têm mais de 70 anos; e 18% têm menos de 40 anos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias