A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/09/2013 10:04

Projeto que promete “cara nova” para a 14 de Julho anima, mas gera críticas

Elverson Cardozo
Projeto prevê alteração das fachadas, fiação subterrânea, iluminação moderna, alinhamento de calçadas e paisagismo. (Foto: Cleber Gellio)Projeto prevê alteração das fachadas, fiação subterrânea, iluminação moderna, alinhamento de calçadas e paisagismo. (Foto: Cleber Gellio)
Gerente, Vera Faria aprova a iniciativa, mesmo que o projeto implique em custos. (Foto: Cleber Gellio)Gerente, Vera Faria aprova a iniciativa, mesmo que o projeto implique em custos. (Foto: Cleber Gellio)

A notícia de um projeto da Prefeitura, que prevê a revitalização da rua 14 de julho, em Campo Grande, animou e foi bem aceita pelos comerciantes que trabalham na região central da cidade. Quem apoia a iniciativa já vislumbra uma via diferente, mais moderna e atrativa. Quem critica, argumenta que não adianta fazer uma parte e deixar o resto largado.

A proposta, que está dentro do “Reviva Centro”, aquela lei que forçou a alteração das fachas nas lojas do centro, prevê fiação subterrânea, iluminação moderna, possivelmente com placas de LED, alinhamento de calçadas e paisagismo.

“Demorou, né”?, disse a gerente de uma loja de roupas, Vera Faria, 39 anos, quando soube do projeto pela reportagem. Na avaliação da mulher, a 14 de julho é o “coração de Campo Grande”, mas a aparência, que deveria ser motivo de preocupação pode parte do poder público, “está a desejar”.

Ela gostou da ideia de ver a rua sem aquele emaranhado de fios, que estraga qualquer paisagem. Também achou bacana a proposta de alinhamento, paisagismo e iluminação diferenciada. Disse que apóia “tudo o que vem para melhorar”, mesmo que isso implique em custos futuros.

Para ficar ainda mais bonito, Vera sugere a retirada dos estacionamentos, como fizeram na Avenida Afonso Pena, e a construção de um calçadão. A amiga, também gerente, Silvia Lopes, 28 anos, sugeriu a mesma coisa. “Aqui é muito tumulto”, justificou. Pensando no paisagismo, a jovem sugere uma padronização de fachadas.

Gerente de uma loja de variedades, Grace Kioko Abraão, 20 anos, apostaria no colorido e nos símbolos da fauna para dar um tom mais regionalizado na 14 de julho. Ela fez a sugestão citando o bairro da Liberdade, em São Paulo, conhecido por reunir japoneses. “Não precisa ter a cara oriental, mas coisas daqui, como a onça, por exemplo”, explicou.

Outra coisa que, no entender de Grace falta na rua, são variedades no comércio. “Falta diversidade, tipo uma padaria, lanchonete diferente, loja de fast food e até aquelas lojas do shopping, de franquias”, comentou, ao dizer que “tudo tem um custo, mas valeria a pena” porque o novo “desenho da rua” valorizaria a cidade, atrairia mais clientes e impulsionaria o comércio e, claro, o turismo. “A aparência conta muito”, sentenciou.

Alterações serão realizadas apenas na 14 de Julho, uma das ruas mais movimentadas do centro. (Foto: Cleber Gellio)Alterações serão realizadas apenas na 14 de Julho, uma das ruas mais movimentadas do centro. (Foto: Cleber Gellio)

Thiago Riquelme, 30 anos, também afirmou que um projeto como esse pode valorizar mais a região, mas criticou a iniciativa do poder público. “Só na 14 eu não concordo. Tem que ser no centro todo. Não adianta melhorar um local e deixar os outros. É dinheiro jogado fora”, opinou.

A Prefeitura de Campo Grande ainda está selecionando empresas para elaboração de projetos. O prazo para manifestar interesse é até o dia 18 de outubro. A seleção da empresa será baseada na qualidade e no custo.

Além disso, depende de um novo empréstimo para viabilizar a mudança. 



Calçadão na 14 de Julho, com certeza, traria mais consumidores para o Centro da cidade. Somado a um melhor visual nas fachadas das lojas e a um bom paisagismo. Seria um local muito agradável para fazer as compras!!!
 
Synara Rosa em 28/09/2013 23:03:36
"Alô Campo Grande,deem um pulo aqui em minha cidade, Vitória da Conquista-Ba; 350 mil habitantes! Os próprios lojistas estão colocando portas de vidro em seus estabelecimentos comerciais, retirando as marquises horrorosas, portas de ferro, e colocando enormes Outdoors nas partes mais altas das Lojas! Vocês não imaginam como está ficando muito bonito e claro que chama bastante atenção !!!"
Carlos.
 
Carlos A.S. Silva Aldi em 28/09/2013 19:35:06
Retirada dos estacionamento fica ruim, podiam é aumentar a quantidade de vagas, colocando as vagas em diagonal, como fizeram perto do fórum na lateral da escola Lúcia Martins Coelho.
 
Aline Carvalho em 28/09/2013 18:32:49
Os mais antigos devem se lembrar que a rua 14 ja foi uma Euclides da Cunha , lojas , livrarias, farmácias , tudo muito chic, mas infelizmente quase toda cidade de médio a grande porte o centro virou um lixo, se nao da para frequentar durante o dia imagina no periodo noturno.
 
paulo lessa em 28/09/2013 15:01:54
Parabéns para a iniciativa, porém se houver somente melhoria na 14 isso não é uma grande conquista, porém se neste projeto propor com o tempo mais investimentos tanto na 14, como na 13 e nas ruas paralelas desde a Mato Grosso até a 15 já é uma ótima conquista para o centro comercial da capital. Porém como dito implantar calçadões de fato é muito bom porém com isso as vias diminuirão de faixas sendo assim aumentara mais o fluxo de congestionamentos trazendo mais atraso ao transporte coletivo da capital, se tiver essas mudanças devem existir também um corredor de preferencia com muretas de concreto para as linhas do coletivo sempre utilizando as faixas da direita de ambas as ruas pois assim garante o uso exclusivo do mesmo e também tras mais segurança ao pedestre que obriga a passar na faixa
 
Luan Fernandes em 28/09/2013 11:35:55
Parabéns pela iniciativa. Primeiro a 14, depois as outras ruas do centro.
 
Marcelo da Silva em 28/09/2013 10:55:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions